Publicidade

Estado de Minas

Goleiro Bruno passa mal na Penitenciária Nelson Hungria

Detento sofreu queda de pressão na tarde de domingo. Bruno passou mal outras vezes na penitenciária.


postado em 12/09/2011 11:31 / atualizado em 12/09/2011 11:38

Em 2010, o goleiro passou mal durante uma audiência sobre o desaparecimento e morte de Elisa Samudio, no Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte(foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)
Em 2010, o goleiro passou mal durante uma audiência sobre o desaparecimento e morte de Elisa Samudio, no Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)


O goleiro Bruno Fernandes passou a tarde de domingo em observação na enfermaria da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Bruno se sentiu mal por volta das 13h15. Ele foi levado para o setor médico da penitenciária, onde foi constatada uma queda de pressão. O goleiro ficou em observação e, já recuperado, voltou para a cela às 18h.

Não é a primeira vez que o detento precisa de atendimento médico na penitenciária. Em outubro do ano passado, Bruno foi levado para a Policlínica de Nova Contagem após sentir dores de cabeça e vomitar. Em setembro de 2010, ele também passou mal e foi diagnosticado com um quadro de depressão pelo cardiologista Odoni Zanotti, do Hospital Socor.

No processo sobre o desaparecimento e morte de Elisa Samudio, Bruno, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, e Sérgio Rosa Sales, primo do goleiro, respondem por homicídio triplamente qualificado, mas Sérgio foi beneficiado por um habeas-corpus e responde ao processo em liberdade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade