Publicidade

Estado de Minas

Justiça nega pedido de transferência e matém Bola em presídio de Bicas


postado em 26/07/2011 15:48

A Justiça negou um pedido de habeas corpus e manteve a transferência do ex-policial civil Marcos Aparecido Santos, conhecido também como "Bola", réu no processo da morte e do desaparecimento do modelo Elisa Samudio, para o Presídio Jason Soares Albergaria, em São Joaquim de Bicas, na Grande BH. Bola e outros presos estavam na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. A decisão foi anunciada nesta terça-feira.

Segundo os detentos, a mudança de prisão foi uma retaliação contra eles e a unidade de Bicas não teria condições de recebê-los. Os presos alegam também que a administração prisional descumpriu uma liminar que determinava a manutenção dos presos na Nelson Hungria.

O relator do caso, desembargador Cássio Salomé, disse que a transferência dos detentos não se configura constrangimento ilegal. Com base em informações da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), o magistrado entende que a mudança dos presos é justificável e que o Presídio Jason Soares Albergaria tem condições de abrigar presos provisórios, além de separar dos que que já foram condenados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade