Publicidade

Estado de Minas

Justiça mantém internação do adolescente primo de Bruno por tempo indeterminado


postado em 30/03/2011 09:05 / atualizado em 30/03/2011 09:17

O menor é acusado de ajudar Bruno e Macarrão a transportar Elisa Samudio do Rio para BH(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press. Brasil)
O menor é acusado de ajudar Bruno e Macarrão a transportar Elisa Samudio do Rio para BH (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press. Brasil)

A Justiça determinou que o primo do goleiro Bruno, o menor de 17 anos, J.L.L.S, continuará internado por prazo indeterminado como aplicação de medida socioeducativa. O adolescente é acusado de envolvido no desaparecimento de Eliza Samudio em 2010. Ele foi denunciado por ato infracional a crimes semelhantes a homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado.

Na decisão os desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), destacaram que mesmo o adolescente tendo intenção de apenas assustar o ex-modelo, como alegado pela defesa, “na dinâmica das condutas criminosas, a sua participação e conseqüente envolvimento mostrou-se muito além do que foi programado, tanto que, na sequencia, houve agressão à vítima, dando-lhe três coronhadas na cabeça, esteve presente em todo o seqüestro, culminando com a execução da vítima, ainda que como partícipe, atuando, com seu silêncio e consentimento, como coadjuvante na historia do crime”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade