Publicidade

Estado de Minas

Bruno chama delegado de 'mentiroso e antiético' em audiência


postado em 08/10/2010 19:12 / atualizado em 08/10/2010 19:32


O longo depoimento do delegado Julio Wilke foi marcado por momentos de tensão e bate-boca entre os presentes na audiência do caso Bruno no Fórum de Contagem, na tarde desta sexta-feira. O tumulto durante a fala do delegado levou a juíza Marixa Lopes Rodrigues a interromper a sessão por cinco minutos.


Bruno acusou Julio Wilke de mentiroso e antiético depois de ouvir o delegado, cujo depoimento dura mais de cinco horas. A juíza deixou o seu lugar à frente do fórum para conversar a sós com um representante da Ordem dos Advogados do Brasil de Minas Gerais (OAB/MG). Nesse momento, Bruno levantou a voz e disse que Julio Wilke é "louco de pedra".

O tumulto se espalhou pela sala e os advogados de defesa e acusação também entraram na discussão. Por causa da movimentação, Marixa Lopes Rodrigues suspendeu a audiência. A reunião, que começou por volta das 8h da manhã, não tem previsão de término. Outras testemunhas devem ser ouvidas ainda nesta sexta-feira.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade