Publicidade

Estado de Minas

Bruno e Macarrão não poderão receber visitas em Bangu II


postado em 25/08/2010 18:20 / atualizado em 25/08/2010 18:38

O goleiro Bruno e o amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, acusados de envolvimento no desaparecimento e morte de Eliza Samudio, não poderão receber visitas durante o período em que ficarem no presídio Bangu II, no Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro, eles também vão ficar isolados, sem contato com os outros presos.

A dupla pode ficar no Rio de Janeiro durante 30 dias, mas o prazo de permanência pode mudar. A transferência se deve à segunda audiência do processo, quando serão ouvidas 14 testemunhas de defesa, entre elas, o craque Zico, o ex-técnico do Flamengo Andrade e a presidente do clube, Patrícia Amorim.

Os acusados estão presos na penintenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem, desde 9 de julho e devem ir para o Rio de Janeiro ainda nesta quarta ou na quinta-feira. O transporte dos presos deverá ser feito por via terrestre.

Em nota, a Seap esclareceu o procedimento que será adotado com Bruno e Macarrão em Bangu II. Confira na íntegra:

“A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) esclarece que é rotina acaltelar presos vindos de outros presídios a pedido da justiça para prestarem depoimentos. Em relação aos internos Luiz Henrique Romão e Bruno Fernandes das Dores de Souza, os dois irão ficar na Penitenciária Alfredo Tranjan (Bangu II), em celas individuais e separadas, não terão contato com os outros presos e também não vão receber visitas. Essas medidas são adotadas em todos os casos de presos provisórios que ficam em unidades prisionais desta secretaria com o intuito de manter a integridade física deles uma vez que estes apenados não cumprem pena em nosso sistema. A Seap informa que não há previsão do tempo de permanência desses presos uma vez que estes se encontram a disposição da justiça.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade