Publicidade

Estado de Minas

Cães de "Bola" passam por perícia no Centro de Zoonoses


postado em 22/07/2010 19:08 / atualizado em 22/07/2010 19:25

Peritos aplicaram luminol às amostras de pelo dos cachorros(foto: Jorge Gontijo/EM/D.A Press)
Peritos aplicaram luminol às amostras de pelo dos cachorros (foto: Jorge Gontijo/EM/D.A Press)

Os dez cães – nove da raça rottweiler e um vira lata – recolhidos na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, também conhecido como Paulista, Bola ou Neném, em Vespasiano, na Grande Belo Horizonte, foram examinados na tarde desta quinta-feira por peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Civil.

Os peritos estiveram no Centro de Controle de Zoonoses da prefeitura, no Bairro São Bernardo, Região Norte da capital, para colher amostras de pelo dos animais. Ao material foi aplicado o reagente luminol, que detecta vestígios de sangue, com o objetivo de comprovar se os cães comeram restos mortais de Eliza Samudio, como o adolescente de 17 anos, primo do goleiro Bruno Fernandes, afirmou em depoimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade