Publicidade

Estado de Minas Dados na internet

ExpressVPN: vantagens e desvantagens do provedor mais famoso de VPN

Empresa líder do mercado tem preço alto, mas serviço foi bem avaliado por especialista


13/04/2021 17:38 - atualizado 22/04/2021 15:16

(foto: Petter Lagson)
(foto: Petter Lagson)

 
Se você está preocupado com quem pode estar vasculhando seus sites e dados enquanto está na internet, considere a utilização da uma VPN (Rede Privada Virtual). Esse aparelho certamente vai te ajudar a esconder seus rastros na internet e, de quebra, possibilitar que você acesse plataformas fora da sua localização geográfica. Uma das principais empresas nesse setor é a ExpressVPN. 

Quando você se conecta a uma rede Wi-Fi desprotegida, especialmente se estiver em um local público, você não está seguro e seus dados estão expostos. Um hacker pode bisbilhotar seu tráfego na web e vender suas informações para empresas e governos. Isso não é incomum, muito pelo contrário: a busca por informação privilegiada tem sido motivo de disputas entre companhias e países. 

Quando você está conectado a uma VPN, seus dados viajam por um túnel criptografado para um servidor operado pela empresa VPN. Isso significa que ele não estará mais na web, mas em uma "passagem secreta". Enquanto estiver em trânsito, seus dados não podem ser interceptados, impedindo qualquer tipo de rastreamento.

Por isso, quando você escolhe uma VPN, é importante saber qual tipo de empresa prestará o serviço. Ao ler análise sobre o trabalho feito pela ExpressVPN, muitos consumidores têm optado pela empresa que é líder de mercado. Ainda que a companhia tenha desvantagens, como o valor dos pacotes e o nível de detalhamento da plataforma, o que pode dificultar o acesso de pessoas inexperientes, a avaliação geral é de que vale a pena contratar os serviços da empresa.

Em artigo publicado na revista PCMAG, o especialista Max Eddy falou um pouco sobre sua experiência com a ExpressVPN. Segundo Eddy, a empresa não armazena logs de atividade do usuário, endereço IP de origem, o IP VPN com o qual você se conecta, a duração da sessão, nem um carimbo de data/hora da conexão. "Isso é o que você quer ouvir de uma empresa VPN. Melhor ainda, o ExpressVPN deixa claro em sua política que só gera receita com a venda de assinaturas VPN. A empresa não vende dados do usuário", diz o texto.

Ainda assim, a companhia coleta algumas informações, como os dados agregados transferidos por cada usuário. Assim, há um registro da data mais recente, mas não a hora, em que uma conexão bem-sucedida foi feita. A empresa também observa com qual local VPN você se conecta - mas não um endereço IP específico voltado para o público. O ExpressVPN ressalta que essa informação não é suficiente para identificar um determinado indivíduo, pois seria idêntica a muitos outros usuários. 

A ExpressVPN tem sua sede nas Ilhas Virgens Britânicas, que não possui leis de retenção de dados. A empresa ressalta que qualquer pedido de informações do usuário teria que ser feito em um tribunal local, e só seria atendido se o crime sob investigação fosse punível com pelo menos um ano de prisão nas Ilhas Virgens Britânicas. Ou seja: a chance de governos estrangeiros conseguirem acessar dados de usuários é bastante remota, ainda que judicialmente.

A ExpressVPN é uma das poucas empresas que usa apenas servidores RAM. Isso significa que os servidores são completamente reconstruídos na reinicialização, removendo qualquer software escondido dentro dele. De acordo com o artigo, a empresa diz utilizar um esquema de chave criptográfica que atribui chaves exclusivas para cada servidor e não armazena essas chaves no disco, tornando muito mais difícil para um invasor personificar um servidor ExpressVPN.

Um dos maiores benefícios da empresa  está em um recurso raramente visto, chamado de túnel dividido. Quando ativado, permite designar quais aplicativos enviam seus dados pelo túnel da VPN ou viajam para fora do túnel, sem criptografia. 

Para quem tem o sonho de utilizar uma VPN para acessar plataformas de streaming, pode ficar sossegado . " O aparelho é extremamente funcional. Consegui me conectar à Netflix sem maiores problemas". Eddy lembra no texto que empresas de VPN e a Netflix estão em guerra para evitar que usuários possam acessar conteúdos que não estão em sua localidade geográfica. 

Uma preocupação constante com VPNs é que o uso de uma tornará sua conexão com a Internet muito lenta. Embora seja verdade que usar uma VPN aumentará a latência e reduzirá as velocidades de upload e download, geralmente é uma experiência suportável. Os testes com ExpressVPN mostraram um bom desempenho, aumentando a latência em apenas 65%. A média geral das empresas do setor é  de 69,6%.

"A ExpressVPN tem um serviço satisfatório. Ainda que o layout e algumas das suas funcionalidades dificultem a navegabilidade, isso pode ser algo contornável. É importante dizer, no entanto, que pessoas com pouca experiência podem ter problemas", diz Eddy. Ele completa: "o preço também está para além do praticado no mercado. Mas a qualidade da conexão oferecida faz valer a pena", conclui. 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade