Publicidade

Estado de Minas

PMPR e CBM/PR retificam concurso com 2.400 vagas e reabrem inscrições

As retificações são relacionadas às recomendações dadas em abril pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), que alertou para a possível inconstitucionalidade de exigências no edital do certame


29/07/2020 15:00

(foto: Divulgação/PMPR )
(foto: Divulgação/PMPR )
A Polícia Militar do Paraná (PMPR) fez uma série de retificações no concurso com 2.400 vagas para soldados e resolveu reabrir o prazo de inscrições. Agora, os interessados deverão se cadastrar entre 4 de agosto e 2 de novembro, pelo site portal.nc.ufpr.br. A taxa custa R$ 100 e pode ser paga até 3 de setembro. As solicitações de isenção da taxa poderão ser realizadas entre 4 e 14 de agosto. 

As retificações são relacionadas às recomendações dadas em abril pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), que alertou para a possível inconstitucionalidade de exigências no edital do certame, tais como a desclassificação de candidatos que apresentassem deformidade na orelha decorrente do uso de alargadores, assim como de candidatos com tatuagens e ainda que usam óculos ou lentes de contato. Sem falar da falta de reserva de vagas a candidatos com deficiência. 

Assim, foram incluídos no regulamento do concurso: 
Durante avaliação clínica do ESAFI, exclusivamente para a realização do exame oftalmológico, o candidato deverá abster-se de utilizar qualquer instrumento auxiliar de correção da visão, a fim de que a banca possa verificar se a sua acuidade visual sem correção encontra-se nos limites previstos no subitem 2.3 do Anexo VI deste edital, sob pena de desclassificação no concurso público.

O candidato portador de tatuagem que não seja considerada ofensiva nos termos do subitem 2.20 do Anexo VI deste edital poderá ser considerado apto, desde que a tatuagem não represente risco à segurança nos termos do subitem 2.21 do Anexo VI.
Será admitida a realização de cirurgia de reconstrução do lóbulo da orelha (lobuloplastia) aos candidatos que possuírem deformidade na orelha decorrente do uso de alargadores ou acessório semelhante, desde que, no dia da avaliação clínica do ESAFI, a área reconstruída esteja cicatrizada.

Será admitida a realização de cirurgia refrativa, desde que observado o prazo previsto no subitem 2.3 do Anexo VI deste edital. 

Atendidas às demais estipulações do presente edital, em cada CRPM/CRBM, as vagas serão preenchidas com os candidatos aprovados que obtiverem o melhor desempenho nas vagas reservadas aos afrodescendentes, até o limite previsto para essa categoria, sendo as demais vagas preenchidas pela ordem de classificação dos candidatos na categoria de concorrência geral.

Tatuagem que represente risco à segurança: Será considerado INAPTO o candidato portador de tatuagem em áreas visíveis, localizada isolada ou concomitantemente na face, pescoço, ou no(s) membro(s) superior(es), e que, por suas características e tamanho, possibilite a identificação do militar estadual no exercício da atividade profissional e, consequentemente, o exponha, bem como à equipe militar e às suas famílias, a riscos extraordinários e indesejáveis em virtude do exercício da função.

Veja a retificação em sua íntegra aqui. 


O concurso 

São 2400 vagas abertas, sendo 2 mil para soldado policial militar e 400 para soldado bombeiro militar. Os postos exigem nível médio de formação escolar. De acordo com o edital, o salário varia de R$ 1.933,63 a R$ 4.263,67. Para concorrer ainda é necessário ter no máximo 30 anos de idade na data do primeiro dia de inscrição. 

Os aprovados a PM poderão ser lotados em Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel; já os classificados a bombeiro poderão trabalhar em Curitiba, Londrina e Cascavel. Saiba mais. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade