Publicidade

Estado de Minas

Até R$ 6,5 mil: Conselho Regional de Odontologia de SP abre concurso

Estão sendo ofertadas 69 vagas para cargos de nível médio e superior. O certame está sendo organizado pela RBO Assessoria Pública e Projetos Municipais Ltda


postado em 12/02/2020 16:00

(foto: Divulgação/CRO SP)
(foto: Divulgação/CRO SP)
Um novo concurso público foi aberto pelo Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO/SP) e está sob responsabilidade da RBO Assessoria Pública e Projetos Municipais Ltda. Os aprovados exercerão jornadas de trabalho de 40 horas semanais para receberem remunerações variando de R$ 2.805,96 e R$ 6.525,73. Haverá ainda benefícios de assistência médica, vale transporte e vale alimentação (ou Vale Refeição, a critério do Conselho).


São 69 vagas ofertadas para os cargos de agente fiscal, auxiliar administrativo, advogado/procurador jurídico, analista - de controle interno, de desenvolvimento de sistemas de informação, de infraestrutura de tecnologia de informação, de licitações e compras, de recursos humanos, jurídico e de suporte de tecnologia da informação, assistente - administrativo, contábil, de comunicação e para eventos e fiscal.

As inscrições estão disponíveis a partir de 17 de fevereiro e podem ser realizadas pelo site da RBO até 13 de março. As taxas variam entre R$ 50 e R$ 60 e poderão solicitar isenção candidatos doadores de medula óssea e inscritos no CadÚnico.

Fases do concurso


Os candidatos serão avaliados por prova de títulos e prova objetiva com disciplinas de língua portuguesa, matemática, atualidades, conhecimentos em informática (exceto para nível médio) e conhecimentos específicos de cada cargo. Para advogado/procurador jurídico haverá prova prático profissional. Haverá ainda prova dissertativa para os cargos de fiscal, assistente administrativo e de comunicação.

As provas serão aplicadas nos municípios de Campinas, Araraquara, São José do Rio preto, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Bauru, Marília, São José dos Campos, Santos e São Paulo.

concurso público terá validade de dois anos, contados a partir da data da publicação da homologação da classificação final, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a depender do órgão.
 
* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende 


Publicidade