Publicidade

Estado de Minas CARREIRA

Saiba como mobilizar profissionais em até três dias para projetos emergenciais

ICTS Protiviti e Robert Half apresentam alternativa disruptiva para enfrentar a complexidade e os desafios na gestão da força de trabalho. Iniciativa oferece mão de obra de duração determinada nas áreas financeira, tecnológica e administrativa


postado em 21/11/2019 09:45 / atualizado em 21/11/2019 09:45

Heloísa Macari, sócia-diretora da ICTS Protiviti, diz que a demanda é desde a definição do profissional, passando pela identificação, recrutamento e contratação (foto: Felipe Nascimento Queiroz/Divulgação)
Heloísa Macari, sócia-diretora da ICTS Protiviti, diz que a demanda é desde a definição do profissional, passando pela identificação, recrutamento e contratação (foto: Felipe Nascimento Queiroz/Divulgação)


A ICTS Protiviti e a Robert Half apresentam uma solução inovadora, disruptiva, escalável e econômica para enfrentar os atuais desafios da gestão da força de trabalho. Testada com sucesso em âmbito global, essa alternativa propõe o uso de melhores práticas para construir, com velocidade, equipes que possam obter o melhor benefício das tecnologias atuais e alavancar os recursos existentes em projetos não planejados que sejam potencialmente grandes e sensíveis ao tempo.

O mercado de trabalho está diante de grandes interrupções. Essa proposição é confirmada também pelo relatório "O futuro do trabalho", apresentado durante o World Economic Forum. Novas categorias de empregos surgirão, deslocando parcial ou totalmente os outros. O conjunto de habilidades exigidas em ocupações antigas e novas mudará na maioria dos setores e transformará como e onde as pessoas trabalham. A complexidade da gestão da força de trabalho aumenta ainda mais em ambientes nos quais convivem múltiplas gerações.

A resposta para esses grandes desafios reside nos modelos e processos que as organizações utilizarão para atrair e reter talentos, apoiar as equipes a acompanhar o ritmo acelerado de mudanças tecnológicas e engajar diante de novas e atrativas relações de trabalhos propostas por organizações inovadoras.

Pensando nisso, as consultorias ICTS Protiviti e Robert Half se uniram para prover soluções que atendam empresas de todos os portes, que necessitem de mão de obra especializada para suprir desde demandas emergenciais de back office, como adequação a questões tributárias e legislativas, implementação de sistemas tecnológicos e reestruturação administrativa, até mesmo em casos mais estratégicos, como processos de fusões e aquisições, investigação e auditoria, entre outras dificuldades.

Conhecido como Managed Business Services (MBS), essa solução tem por diferencial alocar, em até três dias, mão de obra especializada para projetos estratégicos ou para outras demandas pontuais de seus clientes, que não possam ser atendidas pela equipe interna, como é caso de uma investigação, por exemplo. "Isso só é possível porque a iniciativa combina o conhecimento e experiência da ICTS Protiviti em gerenciamento e consultoria de projetos em gestão de risco e segurança à experiência e capacidade da Robert Half em recrutar talentos", acrescenta Heloisa Macari, sócia-diretora da ICTS Protiviti.

A executiva ainda diz que a proposta central do MBS difere dos serviços de body shop, modelo já disseminado no Brasil.

"A novidade reside no atendimento holístico ao cliente. As empresas acionam a ICTS Protiviti para gerenciar a demanda desde a definição do profissional, passando pela identificação, recrutamento e contratação – processo este que é realizado em conjunto com a Robert Half, que tem vasta expertise em alocação de mão de obras para projetos", explica Heloisa.

Além de ter acesso a profissionais capacitados e especializados, o MBS também tem a vantagem de oferecer ao cliente a tranquilidade jurídica necessária para essa relação trabalhista, uma vez que os profissionais alocados nos clientes são colaboradores de responsabilidade da Robert Half.

"Este é um conceito consolidado na Europa e nos Estados Unidos, que tem amadurecido muito no mercado brasileiro", explica Lucas Nogueira, diretor de recrutamento da Robert Half. "Além da segurança jurídica, a execução do projeto do início ao fim e dentro do prazo determinado; o acesso rápido a profissionais especializados e com os conhecimentos necessários para o projeto; e a transferência de conhecimento para o cliente estão entre as vantagens fornecidas pela solução, o que a torna completa e eficaz às empresas", completa.





Publicidade