Publicidade

Estado de Minas

Assembléia do Amapá retifica requisitos de concurso com 129 vagas

As alterações feitas foram para o cargo de analista legislativo, nas especialidades de técnico legislativo e assistente social


postado em 12/09/2019 12:13

Reunião na Assembléia Legislativa do Estado do Amapá (Alap)(foto: Divulgação/Alap)
Reunião na Assembléia Legislativa do Estado do Amapá (Alap) (foto: Divulgação/Alap)
Assembléia Legislativa do Estado do Amapá (Alap) retificou o edital de seu concurso público, alterando os requisitos para o cargo de analista legislativo. Para a especialidade de técnico legislativo agora é possível que os candidatos participem com nível superior em qualquer área de formação, desde que o diploma seja expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 
 
Já para a especialidade de assistente social, os inscritos devem ter diploma de nível superior em serviço social, também devendo ser expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) com registro no órgão de classe no Amapá. 

Sobre o concurso

Estão sendo ofertadas 129 vagas, além da formação de cadastro reserva no concurso que está sendo organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Para nível médio, as chances são para assistente legislativo, com subsídio de R$ 5.064,45. Há ainda vagas para auxiliar operacional e de transportes, com subsídio de R$ 3.798,34. 
 
As inscrições deverão ser feitas a partir de 23 de setembro até 30 de outubro. As taxas variam de R$ 80 a R$ 140, a depender do cargo. 

Já para nível superior há vagas para analista legislativo de diversas especialidades, com subsídio de R$ 10.128,90. Também há oportunidades para o cargo de advogado legislativo – procurador, que tem subsídio de R$ 11.395,01.

Os candidatos de nível superior serão submetidos a provas objetivas, discursivas e avaliação de títulos. Os demais postos serão avaliados apenas por provas objetivas e discursivas. Todas as fases serão aplicadas na capital Macapá. Saiba mais!


* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 


Publicidade