Publicidade

Estado de Minas

TJAL define banca organizadora de concurso com 200 vagas para cartórios

O concurso público está autorizado desde o início de agosto e a previsão é de que as inscrições ocorram ainda neste mês


postado em 09/09/2019 12:57

Desembargadores Marcelo Berthe e Tutmés Airan, e representante da Vunesp, Hamilton Heck(foto: Caio Loureiro/TJAL)
Desembargadores Marcelo Berthe e Tutmés Airan, e representante da Vunesp, Hamilton Heck (foto: Caio Loureiro/TJAL)
Tribunal de Justiça do Estado do Alagoas (TJAL) contratou a Fundação Vunesp como banca organizadora de seu próximo concurso público, que vai ofertar 200 vagas para cartórios. O certame estava autorizado desde o início de agosto, quando a comissão organizadora também foi definida. 
 
A previsão é que o edital do certame já seja publicado na próxima semana. As inscrições começam ainda neste mês de setembro e seguem até outubro. As provas devem ocorrer nos dias 7 e 8 de dezembro.

De acordo com o presidente da comissão do concurso, desembargador Marcelo Berthe, Alagoas tem hoje 211 serventias extrajudiciais vagas. "Foi feito um levantamento criterioso e objetivo da documentação de todas as serventias do estado," ressaltou. 

Último concurso para cartórios do TJAL 

O último concurso para cartórios do estado ocorreu em 2018 e ofertou 199 vagas nos cargos de tabeliães, notários e registradores. Os aprovados foram remunerados, exclusivamente, por meio de emolumentos cobrados em razão do ofício, na forma de legislação específica. 

Para assumir o cargo foi necessário nível superior em direito ou 10 anos de exercício em atividade notorial ou de registro. Os candidatos foram avaliados por provas objetivas, discursivas e técnicas, oral e prova de títulos. Além disso, haverá investigação de vida funcional e pessoal, exames de saúde física, mental e aptidão psicológica. 

Outras oportunidades em Alagoas 

O TJAL está com outro edital de concurso público aberto! São 50 vagas para o cargo de juiz leigo. Os aprovados receberão remuneração inicial de R$ 2.500. Os candidatos serão avaliados por prova escrita objetiva e curso de capacitação. A prova contará com disciplinas de língua portuguesa, direito - civil, processual civil, penal, processual penal, administrativo e constitucional. Saiba mais aqui!


* Estagiária sob a superisão de Lorena Pacheco 


Publicidade