Publicidade

Estado de Minas CARREIRA

Projeto incentiva formação empreendedora entre os jovens

Iniciativa da Unimed-BH, com metodologia da Junior Achievement, promove formação de talentos com idades entre 16 e 18 anos para o mercado de trabalho


postado em 18/07/2019 12:11 / atualizado em 18/07/2019 12:11

Alunos do projeto Jovens Profissionais participam de feira de empreendedorismo no Minas Shopping(foto: Bendita Conteúdo e Imagem/Divulgação )
Alunos do projeto Jovens Profissionais participam de feira de empreendedorismo no Minas Shopping (foto: Bendita Conteúdo e Imagem/Divulgação )


De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no primeiro trimestre de 2019, 31,8% dos desempregados no Brasil estavam na faixa etária entre 18 e 24 anos. Se por um lado o desemprego é alto, por outro lado, existem iniciativas que buscam apoiar esse jovem a entrar no mercado de trabalho.

Em 2015, a Organização das Nações Unidas lançou a "Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável" e um dos objetivos definidos é o aumento substancial do número de jovens e adultos que tenham habilidades relevantes, inclusive competências técnicas e profissionais, para emprego, trabalho decente e empreendedorismo.  "Sabemos que existe uma barreira para os jovens entrarem no mercado de trabalho, principalmente pela falta de experiência e de oportunidades. Oferecer essa bagagem aos jovens é a proposta do projeto "Jovens profissionais", que o Instituto Unimed-BH e a área de RH da cooperativa desenvolvem em parceria com a Junior Achievement de Minas Gerais – organização que atua com educação empreendedora em mais de 120 países", afirma o diretor-presidente da Unimed-BH, Samuel Flam.

O projeto "Jovens Profissionais" tem o objetivo de desenvolver o empreendedorismo entre os mensageiros internos e menores aprendizes que atuam na Unimed-BH, além de jovens com idades entre 16 e 18 anos indicados pelos colaboradores e terceiros que trabalham na cooperativa.

Em 2017, o projeto reuniu 36 participantes. Em 2018, foram quase 60 beneficiados. Em 2019, o número chegou a 74 jovens. De 2006 a 2018 foram 449 jovens beneficiados pelo projeto.

O projeto tem duração de seis meses, com encontros presenciais. As atividades sempre ocorrem aos sábados de manhã, na sede da Unimed-BH, no Bairro Funcionários, e são conduzidas por colaboradores voluntários, que também são capacitados pela Junior Achievement.

Durante o projeto, os jovens passam por vários módulos, como o miniempresas, com metodologia da Junior Achievement, além dos módulos inovação, sustentabilidade, orientação vocacional e aulas de português com foco no ENEM.

Aprendizado na prática


A edição de 2019 do projeto teve início em março e, desde então, os jovens são estimulados e desafiados. No módulo miniempresa, por exemplo, eles são incentivados a criar e a gerenciar uma empresa. A tarefa inclui desde a criação do nome, plano de negócios, criação dos departamentos, além da definição dos papéis de cada membro da equipe.

Divididos em duas turmas, os participantes dessa edição idealizaram duas miniempresas: A Aroma essential, que comercializa um aromatizador em spray, que pode ser usado em carros, ambientes da casa e até comerciais, e a Rolling safe, que vende um acessório para celular que se prende à roupa e facilita o movimento na hora de fazer uma selfie e ainda funciona como antifurto. Em dia 29 de junho, os jovens participaram de uma feira de miniempresas que a Junior Achievement promoveu, no Minas Shopping. No dia 15 de julho, eles participam de outra feira, dessa vez voltada para o público interno da Unimed-BH.

Para um dos participantes, essa iniciativa tem mudado a sua vida. Cristian Bryan Fernandes Santos, mensageiro na Unimed-BH, participa do projeto e ocupa o cargo de diretor de marketing da miniempresa Rolling Safe. Ele afirma que não tinha ideia da complexidade de atividades para gerenciar um negócio. "A gente trabalhou junto em todas as etapas de criação do produto, começando pela ideia, passando pela produção do protótipo e venda de ações para arrecadar capital inicial para a compra de matéria-prima. Também aprendemos sobre estratégias de marketing e até criamos uma página no Instagram."

Cristian garante que todo esse aprendizado também mudou sua vida. "Se não fosse o "Jovens profissionais", eu passaria as manhãs de sábado dormindo até tarde, sem fazer nada demais em casa. Estou ganhando muito aprendizado e novos amigos."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade