Publicidade

Estado de Minas

IME: Exército abre concurso com 98 vagas para formação de oficiais

São 71 vagas para oficiais da ativa e 27 para oficiais da reserva do quadro de Engenheiros Militares de 2019/2020


postado em 15/07/2019 14:53

(foto: Divulgação/Exército)
(foto: Divulgação/Exército)
O Comando do Exército divulgou no Diário Oficial da União desta segunda-feira (15/7) dois novos editais de concursos com 98 vagas para ingresso nos cursos de formação e graduação de oficiais da ativa (CACFG/Ativa) e Formação de Oficiais da Reserva (CACFG/Reserva) do quadro de Engenheiros Militares de 2019/2020 do Instituto Militar de Engenharia (IME).

O primeiro edital oferece 71 vagas para oficiais da ativa, sendo 57 de ampla concorrência e 14 para candidatos negros. O segundo edital reserva 27 chances para oficiais de reserva, sendo 22 para ampla concorrência e cinco para negros.

Os interessados podem se inscrever, por meio do site, no período de 18 de julho a 22 de agosto de 2019. A taxa é de R$ 100, e deverá ser paga até 23 de agosto.

Provas

A seleção será composta por exame intelectual, inspeção de saúde, exame de aptidão física e processo de heteroidentificação.

Os exames intelectuais serão realizados em duas fases. A primeira fase constará de uma prova objetiva de matemática, de física e de química, de caráter eliminatório, e que compreenderá 40 questões (15 de matemática, 15 de física e 10 de química), ocorrerá no dia 15 de outubro de 2019.

A segunda fase constará de cinco provas discursivas das matérias específicas (matemática, física, química, português e inglês), eliminatórias e classificatórias. A redação terá caráter apenas eliminatório.

A segunda fase ocorrerá nos dias: prova discursiva de Matemática - 28 de outubro; prova discursiva de física - 29 de outubro; prova discursiva de química - 30 de outubro e prova de português e inglês - 31 de outubro.

O início das provas será às 13h30 - (Fechamento dos portões: 12h45min), com duração de quatro horas em ambas as fases, sendo que as provas de Português e Inglês serão realizadas no mesmo dia com tempo total de realização de quatro horas. Os horários citados são referentes ao horário de Brasília-DF.

O IME divulgará os resultados finais dos exames intelectuais no site no dia 20 de dezembro de 2019.

Curso de formação 

Oficiais de reserva

O Concurso de Admissão (CA) ao 1º ano do Curso de Formação e Graduação de Oficiais,nas diversas especialidades disponíveis, objetiva a inserção como Oficiais da Reserva de Segunda Classe do QEM, será realizado em duas fases:

- 1ª fase, com a duração de um ano letivo, na qual o aluno realiza o Curso de Formação de Oficiais da Reserva (CFOR), após o que é declarado(a) aspirante-a-oficial da reserva do Quadro de Material Bélico.

- 2ª fase, com duração de quatro anos letivos, na qual o aluno, na situação jurídica de civil, prossegue o curso de graduação e, com a sua conclusão, passará a integrar o Quadro de Engenheiros Militares da Reserva.

Após a conclusão do CFG/Reserva do IME, o aluno poderá realizar, em caráter voluntário, o Estágio de Instrução Complementar de Engenheiro Militar (EICEM).

Oficias da ativa

O Concurso de Admissão (CA) ao 1º ano do Curso de Formação e Graduação de Ociais da Ativa (CFG/Ativa) possui caráter de Concurso Público para ingresso na carreira de ocial do Exercito
Brasileiro, pertencente ao QEM. 

O aluno cursará o último ano do CFG/Ativa convocado no posto de primeiro-tenente da reserva de 2ª Classe do QMB, fazendo jus à remuneração e precedência hierárquica da referida situação militar.

Ao concluir o CFG/Ativa, o concludente nomeado primeiro-tenente do Quadro de Engenheiros Militares, sendo movimentado para uma das organizações militares do Exército Brasileiro, em qualquer região do território nacional, para exercer as atividades relacionadas com a Engenharia Militar, por um período mínimo de  cinco anos.

Após a conclusão do CFG/ATIVA, a escolha do local para servir será definida por estrito mérito intelectual, conforme edital.

A validade do concurso compreenderá o período entre a data de publicação do respectivo edital de homologação do resultado até 60  dias após a data limite prevista para a matrícula no IME. 








Publicidade