Publicidade

Estado de Minas

CNPq solicita concurso público com 192 vagas ao Ministério da Economia

O objetivo é ofertar vagas para analista


postado em 05/07/2019 11:41 / atualizado em 08/07/2019 05:31

(foto: Divulgação/CNPq)
(foto: Divulgação/CNPq)
O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), localizado em Brasília, enviou ao Ministério da Economia um pedido de autorização para realização de um novo concurso público. O pedido foi feito para 192 vagas para cargos de analista em ciência e tecnologia júnior.
 
Se aprovado, as vagas serão para as áreas de gestão administrativa, gestão financeira/orçamentária, gestão da tecnologia da informação, gestão do fomento e gestão estratégica.

Para assumir o cargo é necessário possuir diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 

Atribuições: analisar, desenvolver, coordenar, orientar, executar, acompanhar, avaliar e/ou divulgar estudos, programas, planos, projetos, sistemas e correlatos, nas áreas de gestão, planejamento e infraestrutura em ciência e tecnologia, bem como realizar atividades inerentes à área de administração.  

Último concurso

Em 2011 foi realizado o último concurso do Conselho ofertando 95 vagas para os cargos de analista em ciência e tecnologia júnior e assistente. Os aprovados exerceram jornadas de trabalho de 40 horas semanais para receberem remuneração variando entre R$ 2.504,68 e R$ 4.549,63. 

Para os candidatos com deficiência ficaram reservadas 5% do total de vagas existentes e das que viessem a existir, por cargo, dentro do prazo de validade do concurso público.

Para assistente é necessário possuir nível médio completo e ter, no mínimo um ano experiência em tarefas inerentes à classe e nível superior para o cargo de analista. A seleção foi realizada por prova objetiva e discursiva. Para analista também houve avaliação de títulos. 

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB) foi a banca organizadora responsável pelo certame. O concurso público teve validade de um ano, contados a partir da data da publicação da homologação da classificação final, tendo sido prorrogado uma única vez, por igual período, de acordo com a necessidade do órgão.


Publicidade