Publicidade

Estado de Minas

BRB publica primeira retificação dos concursos de nível médio e superior

As retificações foram publicadas no Diário Oficial


postado em 16/05/2019 15:24 / atualizado em 20/05/2019 05:32

(foto: Ana Rayssa/CB.D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/CB.D.A Press)
Foi publicada por meio do Diário Oficial do Distrito Federal, desta quinta-feira (16/5), a primeira retificação do concurso público do Banco de Brasília (BRB), para os cargos de nível superior e para o cargo de escrituário, de nível médio. 

As retificações para todos os cargos foram para alterações das terminologias nos subitens. Onde houver “cargo” será necessário modificar para “emprego” e “nomeação” para “contratação”. Confira abaixo alguns dos requisitos que foram modificados:

"Não estar em licença, ainda que não remunerada, de cargo ou emprego público que exerça na administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios; ressalvadas as possibilidades de acumulação lícita previstas nos incisos XVI e XVII do art. 37 da Constituição Federal e nos arts. 46 a 49 da Lei Complementar Distrital nº 840/2011."

"Não ser servidor público que tenha solicitado vacância do cargo público que ocupa por outros motivos que não seja exoneração ou demissão; ressalvadas as possibilidades de acumulação lícita previstas nos incisos XVI e XVII do art. 37 da Constituição Federal e nos arts. 46 a 49 da Lei Complementar Distrital nº 840/ 2 0 11."

"Apresentar as seguintes certidões negativas, ou positivas com efeito de negativa, das cidades da jurisdição onde reside e onde residiu nos últimos 5 (cinco) anos: de antecedentes criminais da Justiça Federal, da Justiça Estadual e (ou) do Distrito Federal, da Justiça Militar Federal, da Justiça Militar Estadual e (ou) do Distrito Federal e da Justiça Eleitoral."

"As vagas destinadas aos candidatos com deficiência serão providas na forma do art. 8º da Lei Distrital no 4.949/2012 e em conformidade com a Decisão Normativa nº 1/2018 do Tribunal de Contas do Distrito Federal."

Para os cargos de nível superior foi alterado o subitem 3.2.2 que passa a ser "3.2.2 REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso de graduação em Engenharia ou Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, acrescido de certificado de conclusão de curso de especialização, em nível de pós-graduação, com carga horária mínima de 600 (seiscentas) horas, em Engenharia de Segurança do Trabalho, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA ou no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU)."

Outra modificação foi a renumeração dos subitens 18.7 a 18.14, da seguinte forma: “o subitem 18.7 passa a ser o subitem 18.6 e, assim, sucessivamente”. O quadro de questões do Anexo II também foi alterado: o segmento "Conhecimentos Específicos" do quadro de questões em Saúde, Segurança e Medicina do Trabalho, que passa a ser o seguinte:

(foto: Diário Oficial)
(foto: Diário Oficial)
 
 
Confira as retificações no DODF, a partir da página 41
 

Os concursos

certame oferta dois editais com 112 vagas, ao todo, para cargos de nível médio e superior. Os candidatos podem optar entre os cargos de escrituário, analista de tecnologia da informação, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho.

As remunerações variam de R$ 3.204,26 a R$ 11.041,46. As inscrições estarão disponíveis a partir de 9 de junho a 15 de julho e devem ser realizadas pelo site do Iades, banca organizadora do certame. A taxa para nível médio é de R$ 56 e R$ 63 para nível superior. 
 
 
* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco  


Publicidade