Publicidade

Estado de Minas

Searh/RN contrata banca re anuncia novo concurso para pilotos

O Instituto Acesso será o organizador do certame


postado em 01/04/2019 11:00 / atualizado em 02/04/2019 11:08

(foto: Divulgação/SEARH/RN)
(foto: Divulgação/SEARH/RN)
Foi divulgada, pelo Diário Oficial, a contratação de banca organizadora que será responsável pela realização de um novo concurso público da Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos do Estado do Rio Grande do Norte (SEARH/RN). O Instituto Acesso de Ensino e Pesquisa, Avaliação, Seleção e Emprego foi a escolhida para organização do certame. 

O concurso visa contratação de profissionais para provimento de três vagas para o cargo de piloto de aeronave do estado do Rio Grande do Norte. A seleção será realizada por uma única etapa de prova de múltipla escolha.

Último concurso

último concurso da Secretaria foi lançado em dezembro de 2018 e ainda está em andamento, no período para recurso contra o gabarito preliminar do exame intelectual. Foram ofertadas 15 vagas, sendo três para contrato imediato e 12 para formação de cadastro reserva. O salário é de R$ 954, além do acréscimo das horas de vôo. 

A prova de conhecimentos contou com disciplinas de conhecimentos técnicos aeronave E121 Xingu A1, conhecimentos técnicos aeronave E110 Bandeirante P1, meteorologia aeronáutica e regulamento tráfego aéreo. 

Requisitos

Para assumir o cargo de piloto de aeronave os candidatos devem possuir os seguintes requisitos:
  • Ser reservista das Forças Armadas ou portador do Certificado de Dispensa de Incorporação por Excesso de Contingente ou possuidor de Carta Patente, o candidato civil do gênero masculino
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, atestada em exame admissional, de caráter eliminatório
  • Não ter outro vínculo profissional, social, trabalhista ou acadêmico que possa conflitar com sua função e horário de trabalho governo, bem como a viagens e deslocamentos a outras comarcas e estados
  • Ser Piloto de Linha Área (PLA)
  • Possuir um total de 4 mil horas de vôo, dentre as quais 3 horas de vôos no mínimo, em aeronaves com “o peso máximo de decolagem igual ou superior a 5.670 quilos”, e destas, 1.500 horas de vôos em comando
  • Possuir CHT (certificado de habilitação técnicas) a nível de comando em EMB- 110 Bandeirantes, válidos no ato da admissão
  • Possuir experiência mínima de 1.500 horas de vôo em aeronave EMB-121 Xingu
  • Possuir experiência mínima de 1.500 horas de vôo EMB-110 Bandeirante
  • Possuir CMA (Certificado Médico Aeronáutico), válido no ato da admissão
  • É compulsório a apresentação das CIV (caderneta individual de vôo), CIV eletrônica, Diário de Bordo (xerox autenticada), afim de comprovação das horas requisitadas, quando for solicitado

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade