Publicidade

Estado de Minas

Secretaria de Educação do DF abre 6.000 vagas para educadores voluntários

As chances são distribuídas em 14 regionais de ensino de todo o Distrito Federal


postado em 25/01/2019 17:17 / atualizado em 29/01/2019 12:33

(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press )
(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press )
Um novo processo seletivo foi aberto pela Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEE/DF). São oferecidas 6.000 vagas para educadores sociais voluntários. Os voluntários devem ter pelo menos 16 anos e, para as unidades de atendimento educacional especializado, 18 anos.

Poderão se candidatar universitários de formação específica nas áreas de desenvolvimento das atividades, estudantes da educação de jovens e adultos (EJA) e estudantes do Ensino Médio. Segundo o governo, também serão bem-vindas pessoas da comunidade com habilidades nas áreas cultural, artística, desportiva, ambiental, de culinária, de serviços gerais (exceto limpeza e vigilância) e naquelas voltadas para a prática de atividade física, informática, audiovisual, rádio e cineclubes. Podem se inscrever ainda pessoas com experiência comprovada na área de educação especial e/ou saúde.

Os educadores sociais trabalham quatro horas por dia, de segunda a sexta-feira, e receberão auxílio de R$ 30 diários para transporte e alimentação.

Entre as atribuições do educador social estão auxiliar na organização do material pedagógico, desenvolver projetos e oficinas com os estudantes, acompanhar os alunos nas refeições e na higiene pessoal e estimular a interação social entre colegas.

O Programa Educador Social Voluntário (ESV) foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), desta quinta-feira (24/1), e tem como objetivo oferecer suporte às atividades da Educação integral das escolas públicas locais, assim como aos estudantes com deficiência, à Educação Infantil, aos estudantes indígenas, à Escola Meninos e Meninas do Parque e aos núcleos de ensino das unidades de internação socioeducativas de Planaltina, São Sebastião, Recanto das Emas e Santa Maria.

Etapas de avaliação

O processo seletivo será feito diretamente nas escolas. O interessado em participar do programa deverá se dirigir à unidade escolar de sua preferência para efetivar a inscrição. O processo seletivo e as inscrições acontecerão de 28 a 30 de janeiro (as escolas funcionarão das 9h às 12h e das 14h às 17h).


O processo seletivo será composto por inscrição, análise curricular, entrevista, divulgação do resultado parcial, recebimento da interposição de recursos e divulgação do resultado final.

Cada unidade escolar terá uma Comissão Avaliadora, composta por três membros: um representante da equipe gestora, um supervisor/coordenador pedagógico e um representante do Conselho Escolar.

A previsão é que os educadores sociais voluntários já estejam nas escolas desde o início do ano letivo, em 11 de fevereiro.

O resultado parcial, com pontuação e classificação, será divulgado em 31 de janeiro em cada unidade escolar. Os recursos podem ser feitos no dia 1º de fevereiro, das 9h às 12h e das 14h às 17h. O resultado final, com pontuação e classificação, será divulgado em 5 de fevereiro.

Vagas abertas em cada regional de ensino

  • Brazlândia 400
  • Ceilândia 900
  • Gama 230
  • Guará 260
  • Bandeirante 200
  • Paranoá 370
  • Planaltina 450
  • Plano Piloto e Cruzeiro 890
  • Recanto das Emas 260
  • Samambaia 570
  • Santa Maria 250
  • São Sebastião 260
  • Sobradinho 370
  • Taguatinga 590


TOTAL: 6.000

Documentos para inscrição (original e cópia)

  • documentos de identificação com foto: RG, carteira de habilitação(válida), passaporte(válido) ou carteira de trabalho
  • CPF
  • comprovante de residência
  • declaração de escolaridade
  • certidões negativas criminais da Justiça Federal e da Justiça Distrital
  • certidão negativa da Justiça Eleitoral

 

Confira o edital no DODF a partir da página 11. 


Publicidade