Publicidade

Estado de Minas

Espiritualista Natália Sagrada afirma ter mediunidade hereditária e fala sobre os 21 anos do Templo 12 Raios


28/04/2021 12:28

Sensitiva conta que mãe e avó têm o mesmo dom e que desde criança ajudava nos trabalhos que as duas faziam para proporcionar equilíbrio emocional e espiritual aos clientes

 

Fundadora do Templo 12 Raios, espiritualista Natália Sagrada é dona de uma mediunidade hereditária. Desde os dez anos ela percebe esse dom e o trabalha dentro dela, assim como fez sua bisavó, avó e mãe.

Mesmo tendo herdado essa sensibilidade, ela nunca parou de estudar e se especializar e hoje é procurada por clientes do Brasil todo e até de outros países para desenvolver seus trabalhos, que são focados principalmente nas questões amorosas.

"Desde pequena comecei a ter mediunidade tanto por visão quanto por audição. Minha mãe trabalhava mais na linha Umbanda e eu a ajudava sempre que podia. Era uma coisa natural e hereditária da minha família. Conforme fui crescendo, foquei nas entidades que falam comigo, que é mediunidade por audição", detalhou Natália.

A médium clarividente começou a trabalhar profissionalmente com a linha esotérica em 2000. "Ao longo dos anos eu me aperfeiçoei na linha do hinduísmo, entre outras linhagens e correntes do mundo inteiro", pontuou a paulistana, que fundou o Templo 12 Raios, no bairro do Brooklin, em São Paulo.

O espaço, que possui um perfil no Instagram (@templo12raios) seguido por quase 50 mil pessoas, oferece uma consultoria esotérica criada especialmente para atender às necessidades de clientes de serviços exotéricos com cartas egípcias e tarot dos anjos, buscando seu pleno equilíbrio emocional e espiritual. "Trabalho com diversas linhas, inclusive de fora do Brasil, para oferecer um resultado cada vez melhor para as pessoas que me procuram".

Em seu templo, Natália atende clientes do mundo inteiro tanto presencialmente quando por vídeo chamada, WhatsApp e email. "As pessoas me procuram muito para fazer a limpeza energética e o abrimento de caminhos, sempre mais para o lado amoroso, algo para ajudar a melhorar o relacionamento ou para trazer uma pessoa que está afastada".

A médium reforça que só trabalha com entidades de alta vibração e que nunca atende clientes movidos por sentimentos negativos e de vingança. "Tudo que a gente faz de errado, a gente recebe de volta. E nós, como espiritualistas, acabamos recebendo uma porcentagem disso", explicou.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade