Publicidade

Estado de Minas

Dr. Emil Kohan alerta sobre os cuidados na hora de escolher onde realizar sua cirurgia plástica


24/02/2021 20:20

Dr. Emil Kohan (Reprodução)
Dr. Emil Kohan (Reprodução)

Acostumado a mostrar nas redes sociais os excelentes resultados das cirurgias plásticas feitas em seus pacientes, Dr. Emil Kohan fala com orgulho do seu trabalho que busca melhorar a autoestima de todos aqueles que o procuram.

As mídias sociais se tornaram o principal destino para pacientes que buscam informações sobre cirurgias plásticas em todo o mundo. Segundo estatísticas da American Academy of Facial Plastic and Reconstructive Surgery, 42% dos cirurgiões reportaram que seus pacientes estão procurando cirurgias estéticas via redes sociais e por esse motivo, Dr. Emil Kohan enfatiza que o paciente precisa verificar a competência do médico antes de entrar na mesa de cirurgia: "Os posts nas redes sociais particularmente afetam os adolescentes e jovens adultos, os quais estão tendendo, ano após ano, a sempre quererem melhorar a aparência para as fotos no Instagram, Snapchat, Facebook, e outros canais, mas que frequentemente não entendem quem está ou não qualificado para realizar os procedimentos plásticos. E é aqui que entra o perigo e a grande preocupação com os resultados. Cautela é a palavra de ordem quando se trata de cirurgia plástica." diz o médico.

Um estudo publicado no periódico Plastic and Reconstructive Surgery, pesquisadores encontraram que mais da metade (62,6%) de 342 médicos com certificado do Comitê Americano de Cirurgia Cosmética (ABCS) promovem propaganda de operações cirúrgicas além do treino de capacitação que receberam (e não possuíam certificado na ASAPS). Entre os serviços nesse sentido mais oferecidos estavam lipoaspiração (59%), abdominoplastia (50%), aumento das mamas (49%) e aumento das nádegas (38%). "Como em qualquer profissão, a medicina não está isenta de charlatões. O paciente precisa pesquisar bastante antes de escolher o profissional que irá cuidar dele, e por esse motivo, eu uso as redes sociais para mostrar para nossos pacientes que eles podem confiar no nosso comprometimento", conclui.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade