Publicidade

Estado de Minas

Venda de computadores cresce, mas é bom saber como encontrar equipamento com preço justo


17/09/2020 17:21

Cerca de 1,47 milhão de novos computadores foram vendidos no primeiro trimestre deste ano. Os números foram levantados pela consultoria IDC Brasil, líder no mercado de pesquisas em tecnologia da informação, e indicam alta de 16% na comparação com o mesmo período do ano passado. Especialista orienta a encontrar o melhor equipamento com preço justo no mercado.

 Divulgação / MF Press Global
Divulgação / MF Press Global 

Os efeitos da pandemia podem ser observados até no aumento da venda de novos computadores no Brasil. Afinal, com o isolamento social, estudantes e trabalhadores foram obrigados a se distanciarem de seus ambientes para ficarem em casa. No entanto, alinhar as necessidades tecnológicas a um bom preço pode ser tarefa difícil na hora de escolher o equipamento ideal.

Segundo o proprietário da loja iNote, Marciel Oliveira, "esta dificuldade foi sentida por diversos profissionais e empresas que migraram para o home office e viram a necessidade de ter mais recursos além dos básicos nos notebooks, mas que não estão em condições de pagar milhares de reais pelo modelo de última geração". Uma opção, ele aponta, é personalizar o equipamento, serviço desconhecido para muitos usuários e que dificilmente é oferecido pelas grandes lojas.

No centro de São Paulo, na tradicional rua Santa Efigênia, Marciel Oliveira oferece atendimento e produtos personalizados em sua loja, a INote. "Nosso objetivo é entender e oferecer ao cliente o que realmente ele precisa, não apenas vender o mais caro", explica. Ele salienta que os usuários têm procurado computadores que atendam a necessidades específicas. "Nós orientamos o que realmente é necessário adquirir, às vezes o cliente vem com uma ideia de preço e explicamos que o produto buscado custa mais ou até menos que valor estipulado por ele, mostramos que é possível ter um equipamento perfeito com preço honesto".

Outro diferencial é garantir a possibilidade de troca se a pessoa não se adaptar ao produto. Para situações como esta, que a loja entende que podem ocorrer, o cliente tem a opção de devolver o produto e adquirir um novo apenas pagando a diferença. O item volta para a venda, após uma revisão técnica, e é ofertado com um preço mais barato, sob a condição de semi-novo. "As pessoas ficam mais seguras com isso, sabem que, além de personalizarem o notebook, poderão trocar por outro se não se adaptarem", destaca o proprietário de INote, que lembra que esta é uma opção raramente oferecida por outras lojas.

Além do uso para atividades profissionais e acadêmicas, a consultoria Comscore mostra o crescimento pelo interesse em jogos online no Brasil. Nos últimos três meses, a procura por computadores para esta finalidade foi o equivalente ao registrado a quase dois anos.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade