Publicidade

Estado de Minas

Fórmula natural oferece melhora nas defesas do corpo


postado em 18/04/2020 17:50

Médicos e cientistas descobrem como uma planta medicinal pode agir sobre a saúde

Cúrcuma longa (também conhecido como açafrão da terra ou gengibre amarelo) é uma planta originária da região da Índia e Indonésia. Tem sido usada há milênios na Ásia para o tratamento de diversas doenças. As medicinas tradicionais chinesa e indiana já conheciam bem esse benefício. Recentemente os estudos se tornaram conhecidos também em nosso país.

Médicos e nutricionistas conseguiram, após décadas de pesquisa, identificar os princípios ativos, e agrupá-los em um grupo de substâncias que foi chamado de curcuminóide. Esses ingredientes ativos estão descritos em centenas de artigos científicos, teses de doutorado e também já foram apresentados em muitos congressos ao redor do mundo. Foram demonstradas as funções como agentes antioxidantes, imunomoduladores, anti-inflamatórios, antifúngicos, antibacterianos, e até mesmo antivirais.

De acordo com os especialistas, esse conhecimento milenar da medicina tradicional indiana e chinesa só foi revelado para os ocidentais, há poucos anos.  Inicialmente era uma informação que circulava apenas entre os universitários. Segundo afirmam, com a difusão da internet essa informação se popularizou. Recentemente começamos a ver cada vez mais pesquisas sendo divulgadas também entre meios de comunicação como rádio, televisão e em sites também europeus e americanos.

Por se tratar de substâncias totalmente naturais, orgânicas, veganas, sem glúten nem lactose em sua composição, não apresentam efeitos colaterais. Há quem acredite que no futuro podem se tornar as primeiras opções de tratamento para as pessoas que não podem fazer uso de medicamentos como corticoides, anti-inflamatórios e até mesmo os opióides (remédios derivados da morfina).

Como o curcuminóide funciona?

A curcuminóide possui  uma ampla capacidade para ativar os genes responsáveis pelo estímulo das mitocôndrias (partes no interior das células responsáveis pela produção energia). Oferece ainda estímulo da produção de anticorpos pelas células de defesa do organismo, chamados de glóbulos brancos, ou leucócitos.

Segundo os pesquisadores, o hábito de ingerir  curcuminóides nos países asiáticos é iniciado muito cedo, o que permite uma maior exposição à substância ao longo da vida em comparação com os ocidentais. De acordo com eles, as pesquisas em geral utilizam cápsulas concentradas, com doses elevadas de  curcuminóides, isso significa que para absorver a mesma quantidade apenas pela alimentação seria necessário muitos quilos de açafrão todos os dias. Por esse motivo a utilização de  curcuminóides em cápsulas com a altas concentrações é recomendada diariamente.

Eles ainda acrescentam: "As cápsulas vegetarianas passam intactas pelo estômago, e só sofrerão ruptura para liberação do seu conteúdo no intestino, onde ocorre a absorção dos  curcuminóides para a corrente sanguínea". Isso explica o menor risco de sintomas indesejáveis no estômago em comparação com o uso do açafrão cru in natura produzido em casa, oucomprado em feiras e supermercados.

"

A importância de cuidar da imunidade

Existem causas conhecidas para a redução da capacidade natural de combater doenças devido a intoxicações acumuladas ao longo da vida. Um estudo científico concluiu que o uso regular de curcuminóide foi capaz de reverter as alterações bioquímicas e os danos nos rins e fígado causadas pelo acúmulo de mercúrio, por exemplo.

Todos os anos, as taxas de infecções respiratórias aumentam muito no período de temperatura mais baixa. Isso pode ser ainda mais grave quando existem surtos, epidemias ou pandemias, uma vez que os hospitais ficam supelotados e com pessoas em estado grave de saúde. Deve-se sempre evitar frequentar locais com aglomerações onde possa existir pessoas infectadas.

As estatísticas do Ministério da Saúde mostram que mais de 80% das mortes por infecções das vias aéreas acontecem nos idosos, justamente por terem o sistema imunológico mais frágil, mas essa condição não é exclusiva deles. O estresse, má alimentação, falta de exercícios físicos e deficiência de vitaminas estão relacionadas à queda das defesas naturais também em adultos, jovens e crianças.

Entre 2015 e 2017, cerca de 200 mil brasileiros morreram por causa de infecções, isso significa 66,5 mil pessoas por ano, ou sete óbitos por hora.

Como resolver isso ?

Ter hábitos de vida mais saudáveis ajuda a reduzir a produção de radicais livres pelo corpo, e são justamente eles os principais causadores de problemas conhecidos como o envelhecimento e a morte das células, que geram doenças crônicas e perda da capacidade do corpo de se defender sozinho.

A maioria das pesquisas mostrou que o uso regular de curcuminóide pode estar relacionado a um menor número de infecções e menos complicações graves quando elas estão presentes. Isso provavelmente ocorre devido aos seus efeitos de ativação energética e aumento na produção de anticorpos. Além disso, suas propriedades antioxidantes auxiliam na neutralização dos radicais livres e com isso retardar a morte de algumas células.

Esses benefícios fazem do curcuminóide um excelente suplemento alimentar para se utilizar no dia a dia, pois permite melhorar bem-estar físico e mental, e é também um potencial aliado para a prevenção de doenças e infecções

Curcuminóide precisa de prescrição médica?

Não, curcuminóide não precisa de prescrição médica, pois não é um medicamento e sim um suplemento alimentar fitoterápico totalmente natural, sem efeitos colaterais.

Onde encontrar ? Quanto Custa ?

Os médicos e nutricionistas consultados pela matéria indicaram que a melhor opção sempre é adquirir seu suplemento diretamente no site oficial do fabricante: www.curcuminoide.com.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade