UAI
Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Houve surpresa para cima muito relevante no IPCA no curto prazo, diz Kanczuk


16/12/2021 12:17

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Fabio Kanczuk, destacou nesta quinta-feira que houve surpresa para cima muito relevante no IPCA no curto prazo ligada a bens indústriais principalmente. Ele lembrou que a última reunião do Copom ocorreu antes da divulgação do IPCA de novembro, que veio abaixo das expectativas. "Eu diminuiria a relevância de projeções de curto prazo do Copom, em especial para janeiro. Essas projeções de curto prazo vão mudar e não são muito importantes para política monetária", afirmou, em coletiva sobre o Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

A previsão do BC para o IPCA - o índice oficial de inflação - para dezembro é de alta de 0,65%. Já a projeção para janeiro é de aumento de 0,15% e, para fevereiro, de elevação de 0,66%.

No Focus mais recente, divulgado na última segunda-feira, as projeções do mercado financeiro para o IPCA eram de alta de 0,72% em dezembro, 0,54% em janeiro e 0,69% em fevereiro.

Hiato do produto

O diretor de Política Econômica do Banco Central salientou que, com a atuação política monetária, o hiato do produto continuará aberto ao longo do horizonte relevante. O Banco Central piorou bastante sua estimativa para o hiato do produto no fim de 2022, conforme o Relatório Trimestral de Inflação. A projeção passou de -1,2% para -2,1%.

O BC calcula que o hiato tenha continuado sua trajetória de fechamento no terceiro trimestre, para -1,7%, mas já estima piora para -1,8% no quarto trimestre. O vale foi o segundo trimestre de 2020, em -5,2% devido à pandemia de covid-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade