UAI
Publicidade

Estado de Minas GASTOS

Está mais caro viver em Belo Horizonte; veja o que aumentou de preço

Fundação Iphead apontou que o produto de maior contribuição para o aumento no custo de vida em novembro foi a gasolina, com alta de 6,56% no mês


03/12/2021 20:42 - atualizado 03/12/2021 20:42

Posto de combustível
Gasolina foi um dos itens que mais apresentaram aumento em novembro (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O custo de vida em Belo Horizonte teve aumento de 0,83% na quarta quadrissemana de novembro, com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e pelo índice de Preços ao Consumidor Restrito (IPCR). De acordo com a Fundação Iphead, a variação foi menor se comparada à terceira quadrissemana do próprio mês, que teve elevação de 1,01%. 
 
Os principais destaques, em termos de variação, foram as altas de 1,58% para Alimentação em restaurante, 1,51% para produtos administrados, 1,27% para artigos de residência e 1,01% para alimentos industrializados. Em contrapartida, houve queda de 1,15% para alimentos elaboração primária. 
 
Com base nos levantamentos, a Fundação Iphead apontou que o produto de maior contribuição para o aumento no custo de vida em novembro foi a gasolina, com alta de 6,56% no mês. Por sua vez, a refeição teve aumento de 88% no mês passado, beneficiado pelo aumento generalizado do preço da carne. 

Cesta básica 

Por outro lado, o custo da cesta básica apresentou queda de 0,58% em novembro, com o preço R$ 600,70 no mês. O custo equivale a 54,60% do salário mínimo.
 
Os principais responsáveis por essa queda foram o tomate (7,41%), chã de dentro (1,51%) e o feijão carioquinha (2,85%). Outros produtos em queda foram o açúcar cristal (1,97), arroz (0,49), leite pasteurizado (0,09),farinha de trigo (0,29) e óleo de soja (0,12).
 
Por outro lado, a banana caturra foi o que apresentou maior alta em relação ao mês passado – ficou 11,78% mais cara. O café moído teve subida de 5,60%, enquanto a batata inglesa ficou 1,19% mais cara. A manteiga (0,70%) e pão francês (0,18%) também apresentaram elevação de preço.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade