Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Resultado fiscal do Governo Central voltou ao nível pré-pandemia, diz secretário


25/02/2021 16:57

O secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, avaliou nesta quinta-feira que o resultado fiscal do Governo Central voltou em janeiro ao nível pré-pandemia de covid-19. As contas do Governo Central voltaram a registrar superávit primário em janeiro, após 11 meses consecutivos de rombos causados pelos gastos de enfrentamento à pandemia de covid-19. No mês passado, a diferença entre as receitas e as despesas ficou positiva em R$ 43,219 bilhões.

Com isso, o resultado - que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central - foi o segundo melhor desempenho para o mês na série histórica, iniciada em 1997. O resultado só não foi melhor que o de janeiro de 2020, quando houve superávit de R$ 44,136 3 milhões.

"O superávit de janeiro de 2021 foi muito próximo de janeiro de 2020. As receitas e despesas tiveram certa estabilidade na comparação com 2020. Em termos de resultado fiscal, estamos voltando a nível pré-pandemia", completou Funchal.

Em 12 meses até janeiro, o governo central apresenta um déficit de R$ 776,4 bilhões - equivalente a 10,0% do PIB. A meta fiscal proposta pela equipe econômica para este ano admite um déficit de até R$ 247,118 bilhões nas contas do Governo Central.

"Esperamos uma reversão no déficit primário em 12 meses a partir de março, abril deste ano, quando os piores meses de 2020 ficarem para fora dessa janela", completou o secretário.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade