Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Indicada por Biden à secretaria de Comércio defende postura agressiva sobre China


26/01/2021 15:38

Indicada para o cargo de secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo participou de uma sabatina no Senado nesta terça-feira, 26. Aos parlamentares, a governadora de Rhode Island defendeu uma postura "agressiva" contra supostas práticas comerciais "desleais" da China, afirmou que a pandemia de covid-19 exacerbou as desigualdades do país e prometeu tratar o combate à mudança climática como prioridade caso sua nomeação seja confirmada.

"Não podemos permitir que os chineses ou qualquer um comprometam de alguma forma nossa segurança nacional ou econômica", respondeu a democrata ao ser questionada sobre o impacto do 5G da China. Raimondo disse que usará "todas as ferramentas" disponíveis para proteger as redes de telecomunicações dos EUA de empresas como as chinesas Huawei e ZTE.

Em um discurso preparado para a abertura da sessão, a indicada do presidente Joe Biden já havia ressaltado a necessidade de "tomar ações agressivas de fiscalização do comércio para combater as práticas desleais da China".

Raimondo também frisou que é preciso "resolver" o dano econômico causado pela pandemia. "A covid-19 exacerbou desigualdades de longa data", declarou.

Ela defendeu o investimento em inovação e tecnologia como forma de impulsionar a indústria americana e afirmou que é necessário "reconhecer" as questões ambientais como prioridade.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade