Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Vice do Fed diz que EUA devem crescer 4% em 2021, mas pede mais estímulos


18/12/2020 18:22

O vice-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Richard Clarida, está otimista em com a recuperação da economia dos Estados Unidos em 2021, como disse em entrevista à emissora CNBC na tarde desta sexta-feira. Segundo estimativas dele e de outros membros do Fed, os EUA terão um crescimento por volta de 4% no ano que vem. A distribuição de vacinas contra a covid-19 no país, afirma Clarida, eleva as projeções para 2021.

Apesar do cenário otimista a médio prazo, o dirigente mostrou preocupação com as novas restrições impostas nos EUA por conta da segunda onda de coronavírus.

Diante desse cenário, mais estímulos fiscais aos moldes do projeto que está em discussão no Congresso americano são "muito bem-vindos", disse.

Clarida ainda reforçou que, a pedido do secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, o Fed irá retomar o Cares Act, programa de empréstimos adotado no 1º semestre deste ano.

Ele também projetou que os EUA não devem atingir as metas de inflação e emprego estabelecidas pelo Fed antes de 2023, o que força a autoridade monetária americana a manter a taxa básica de juros em níveis historicamente baixos, segundo sua avaliação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade