Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Bradesco Asset vence Top 5 do BC de julho para taxa de câmbio de curto prazo


07/08/2020 16:13

A Bradesco Asset Management (BRAM) venceu em julho o ranking das instituições Top 5 do Banco Central para a taxa de câmbio de curto prazo. A informação foi dada pelo próprio BC.

O dólar fechou a última sessão de julho, no dia 31, com alta de 1,12% cotado a R$ 5,2170. A projeção que a BRAM inseriu no Sistema de Expectativas do BC para a taxa de câmbio de curto prazo reservou um desvio médio de R$ 0,1720 em relação ao valor em reais da moeda norte-americana no dia 31 de julho.

No ranking de curto prazo, avalia-se a precisão das projeções com defasagem de cerca de um mês em relação à publicação do indicador analisado nos últimos seis meses.

A segunda posição na lista das instituições Top 5 para o câmbio de curto prazo em julho ficou com o Banco Sicredi. A instituição tinha uma projeção para a taxa de câmbio de julho que mostrou um desvio médio de R$ 0,1721 em relação à cotação de fechamento do mês passado.

O Barclays Bank ficou com terceira colocação no Ranking Top 5 do BC no mês passado para a taxa de câmbio de curo prazo. A instituição apresentou uma projeção para o fechamento do dólar em julho que mostrou um desvio médio de 0,1731 em relação o dólar.

O quarto lugar na lista das instituições Top 5 do BC para a taxa de câmbio de julho foi para a Ventor Investimento, que inseriu no Sistema de Expectativas do BC uma projeção com desvio médio de R$ 0,1756 em relação ao dólar do dia 31 do mês passado.

A Novus Capital fechou a lista das instituições Top 5 de julho para a taxa de câmbio de curto prazo com uma projeção que se desviou em R$ 0,1761 em relação à taxa efetiva.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade