Publicidade

Estado de Minas RELAÇÕES EXTERIORES

Entidade de comércio exterior do Chile abre escritório em BH

Segundo escritório do ProChile Brasil no país deve fortalecer relação comercial dos chilenos com Minas e outros estados brasileiros


postado em 01/06/2020 17:01 / atualizado em 01/06/2020 19:59

Encontro do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, Flávio Roscoe, e do embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schimidt(foto: Divulgação/ProChile Brasil)
Encontro do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, Flávio Roscoe, e do embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schimidt (foto: Divulgação/ProChile Brasil)
Minas Gerais vai receber o segundo escritório no país do ProChile Brasil, órgão do Ministério das Relações Exteriores do Chile que promove a exportação de bens, produtos e serviços chilenos. A sede  da entidade é em São Paulo. A abertura do escritório em Belo Horizonte faz parte de um esforço de ampliação da relação comercial Brasil-Chile, marcado pela assinatura, em 2018, do Acordo de Livre Comércio (ALC) entre as duas nações. 

O acordo, que precisa da aprovação do Senado chileno, amplia e moderniza os termos do Acordo de Complementação Econômica, assinado em 1996. Com isso, os dois países eliminam as tarifas de importação de bens e serviços de diversos setores, incluindo comércio eletrônico e cobrança de roaming internacional de dados para telefonia móvel. 
 
O escritório do ProChile Brasil em BH será na Rua Gonçalves Dias, 82, no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul da capital. O horário de funcionamento será das 9h às 13h e das 15h às 18h. 

Para a diretora comercial do ProChile Brasil, Maria Julia Riquelme, a representação em BH é uma oportunidade de buscar novos nichos e fortalece a presença do país em setores em que é protagonista em comum com Minas. “No campo de serviços, o Chile pode oferecer para as áreas de mineração, aquicultura, agricultura e inovação um alto valor agregado e competitivo internacionalmente, e Minas Gerais possui atributos muito atraentes para a oferta desses serviços”, argumenta a diretora. 

O escritório vai incentivar a relação comercial do Chile não só com Minas, mas também com Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Vemos potencial para construir parcerias relevantes nessas localidades, ainda pouco exploradas por conta das dimensões territoriais do Brasil. Com o escritóiro em Belo Horizonte, estaremos mais próximos e com mais estrutura para atender a essas regiões”, afirma Maria Julia Riquelme. 
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Kelen Cristina 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade