Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Dólar cai ante libra após vitória conservadora no Reino Unido


postado em 13/12/2019 18:54

O dólar recuou ante a libra nesta sexta-feira, mas avançou ante o euro e o iene, após o Partido Conservador ter conquistado ampla vitória nas eleições gerais do Reino Unido realizadas ontem. Além disso, o mercado de câmbio foi influenciado pela confirmação da chamada "fase 1" do acordo comercial entre Estados Unidos e China.

Próximo ao horário de fechamento das bolsas de Nova York, o dólar avançava a 109,35 ienes, o euro caía a US$ 1,1114 e a libra subia a US$ 1,3340. O índice DXY, que mede a variação do dólar ante uma cesta de seis rivais fortes, terminou o dia em baixa de 0,23%, aos 97,172 pontos, mas registrou queda de iguais 0,23% na comparação semanal.

A libra opera em forte alta desde ontem, quando pesquisas de boca de urna apontaram grande vantagem do partido do premiê britânico, Boris Johnson, na eleição. No total, o Partido Conservador alcançou 326 de 650 assentos no Parlamento, o que Johnson chamou de "poderoso novo mandato".

"A vitória abre caminho para o Brexit no próximo mês e marca uma redução significativa no risco político que pesava sobre a libra e a economia do Reino Unido", comenta Joe Manimbo, analista sênior de mercado do Western Union.

O bom desempenho da divisa britânica pesou sobre o dólar, mas o índice DXY reduziu perdas após o acordo preliminar sino-americano ser confirmado. Nesta tarde, o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, disse que a China se comprometeu a elevar suas compras de produtos agrícolas americanos a US$ 40 bilhões ao ano, mas que esse patamar pode chegar a US$ 50 bilhões por ano.

O presidente americano, Donald Trump, declarou que as negociações com a China para a "fase 2" do pacto comercial devem começar imediatamente. Já autoridades chinesas afirmaram que os próximos passos do acordo dependem da implementação dos compromissos firmados na "fase 1".

"Os efeitos macroeconômicos do acordo anunciado são insignificantes e não evitarão uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) potencial [dos EUA] em 2020", analisa a Oxford Economics.

Ante outras divisas emergentes, o dólar recuava a 19,0591 pesos mexicanos, mas avançava a 14,5602 rands sul-africanos e a 59,7913 pesos argentinos, no final da tarde em Nova York.


Publicidade