Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Taxa de desemprego fica em 11,6% no trimestre até outubro, afirma IBGE


postado em 29/11/2019 09:49

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 11,6% no trimestre encerrado em outubro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado foi igual à mediana de 11,6% das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast. O intervalo das estimativas ia de 11,5% e 11,8%.

Em igual período de 2018, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 11,7%. No trimestre até setembro deste ano, a taxa foi de 11,8%.

A população desocupada somou 12,367 milhões de pessoas no trimestre até outubro. O contingente de desempregados cresceu no período de um ano, com 58 mil pessoas a mais, ou 0,5%, do que no trimestre encerrado em igual mês de 2018. Na comparação com o trimestre até julho deste ano, são 202 mil desempregados a menos, uma queda de 1,6%.

A população ocupada alcançou 94,055 milhões de pessoas no trimestre móvel encerrado em outubro, 470 mil ocupados a mais no mercado de trabalho ante o trimestre móvel imediatamente anterior e 1,436 milhão de ocupados a mais no período de um ano, ante o trimestre móvel até outubro de 2018.

No total, a força de trabalho somou 106,421 milhões de pessoas. A população fora da força de trabalho somou 64,860 milhões no trimestre encerrado em outubro.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.317 no trimestre encerrado em outubro. O resultado representa alta de 0,8% em relação a igual período do ano anterior.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 212,808 bilhões no trimestre até outubro, alta de 2,6% ante igual período do ano anterior.


Publicidade