Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Banco Central do Chile anuncia venda de até US$ 20 bilhões a partir de dezembro


postado em 28/11/2019 22:17

O Banco Central do Chile (BCCh) anunciou nesta quinta-feira uma intervenção no mercado cambial de até US$ 20 bilhões de dólares, após o peso chileno atingir mínimas históricas ante o dólar nesta semana.

A autoridade monetária informou, por meio de um comunicado, que as operações de venda de dólares serão feitas de 2 de dezembro de 2019 até 20 de maio de 2020. O BC fará "venda de dólares spot" e "venda de instrumentos de cobertura cambial", em montantes de até US$ 10 bilhões nos dois casos.

"Os efeitos monetários dessa medida serão esterilizados, de maneira que a provisão de liquidez em pesos seja coerente com a taxa de política monetária", escreveu o BCCh.

Segundo o BC chileno, a medida é "congruente com o esquema da política monetária [chilena], baseado em uma meta de inflação e flexibilidade cambial".

"O Conselho do Banco Central reitera que seguirá usando todas as ferramentas de que dispõe para alcançar os objetivos que a lei lhe confere, em particular, manter o normal funcionamento dos pagamentos internos e externos, e que a inflação fique dentro da meta de 3% no horizonte de política de dois anos", diz o documento.

No fim da tarde desta quinta-feira, em meio à baixa liquidez nos mercados pelo feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, o dólar avançava a 828,40 pesos chilenos. A divisa chilena já havia atingido a mínima histórica ante a moeda americana no dia anterior, na esteira de dados positivos da economia dos EUA.

No comunicado de hoje, o BC chileno disse que "os acontecimentos ocorridos em nosso país nas últimas semanas afetaram o funcionamento normal da economia". Desde outubro, o Chile vive uma onda de protestos que pedem reformas sociais no país e uma nova Constituição.


Publicidade