Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Petróleo fecha em queda, após aumento dos estoques da commodity nos EUA


postado em 27/11/2019 17:26

Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda nesta quarta-feira, após o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) informar que os estoques da commodity nos Estados Unidos aumentaram na semana passada.

O petróleo WTI para janeiro fechou em baixa de 0,51%, a US$ 58,11 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para fevereiro, que agora é o contrato mais líquido, recuou 0,32%, a US$ 63,01 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

Na semana encerrada em 23 de novembro, os estoques de petróleo nos EUA subiram 1,572 milhão de barris, para 451,952 milhões de barris, segundo dados divulgados hoje pelo DoE. O resultado contrariou a previsão de analistas, que esperavam queda de 300 mil barris. No mesmo período, a produção média diária da commodity teve alta a 12,900 milhões de barris.

Esse avanço nos estoques americanos da commodity energética se sobrepôs a um certo otimismo com as negociações comerciais entre americanos e chineses e com dados positivos da economia dos EUA divulgados hoje.

O Produto Interno Bruto (PIB) americano cresceu à taxa anualizada de 2,1% no terceiro trimestre, de acordo com a segunda leitura, um aumento na comparação com a primeira estimativa (+1,9%). Já as encomendas de bens duráveis avançaram 0,6% em outubro ante setembro, contra previsão de queda.

Em relação à guerra comercial sino-americana, o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou ontem que a chamada "fase 1" do acordo comercial com a China "está indo muito bem", embora o líder da Casa Branca também tenha alertado que os EUA estão "observando" a situação dos protestos em Hong Kong.


Publicidade