Publicidade

Estado de Minas

Mercado da Boca terá 4 unidades em BH

Localizado no Jardim Canadá, em Nova Lima, mercado terá casas na Savassi, Vila da Serra, Buritis e Pampulha; para 2021 está prevista uma unidade em São Paulo


postado em 05/11/2019 18:09 / atualizado em 05/11/2019 18:47

BS Fotografias/Divulgacao
(foto: BS Fotografias/Divulgacao )
O Mercado da Boca, espaço que reúne várias opções de restaurantes, bares e empórios, agora vai abrir novas unidades em BH e também expande para São Paulo. Localizado no Jardim Canadá, em Nova Lima, o mercado terá agora casas na Savassi, Vila da Serra, Buritis e Pampulha.

A unidade da Savassi será inaugurada até o final do ano, na rua Levindo Lopes. Com investimento de R$ 2,5 milhões, tem capacidade para 250 pessoas, cinco atrações gastronômicas e três bares. Funcionará de segunda a segunda para almoço, happy hour e jantar. 

As outras unidades de BH estão em estudo e têm previsão de inauguração ao longo de 2020. A de São Paulo está prevista para ser inaugurada em 2021.

De acordo Lucas Vereza, um dos proprietários, esse crescimento faz parte de um plano de negócios previsto desde a inauguração da primeira unidade. “O Da Boca sempre teve como objetivo principal difundir a gastronomia de qualidade. Para isso, é essencial crescer e multiplicar e fazemos isso baseado em pesquisas de mercado e ouvindo o público. Levamos um ano adaptando o projeto de expansão até chegarmos no que acreditamos ser o melhor para a marca e para nossos clientes”, afirma.

O Mercado “original” também terá novidades. “Já fizemos mudanças ao longo do ano, como a presença dos confras (garçons de bebida), a troca do sistema de pagamento. A mudança do padrão das mesas, almoço executivo nas quintas e sextas e a implantação do delivery. Além disso, a unidade Jardim Canadá, a partir de 31 de outubro, ganha nova decoração, concentra todas as Atrações no piso superior e vamos deixar o andar inferior só para feiras, exposições e eventos que tenham sinergia com nosso dia a dia. Vimos que essa era uma demanda crescente e precisávamos ganhar mais espaço”, disse Lucas.
 
*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz 


Publicidade