Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Efeito calendário elevou magnitude de queda de serviços na comparação interanual


postado em 11/10/2019 13:10

O mau desempenho do volume de serviços prestados no País em agosto de 2019 ante agosto de 2018 foi agravado pelo chamado "efeito calendário". O mês de agosto deste ano teve um dia útil a menos que em agosto do ano passado.

Os serviços recuaram 1,4% nesse tipo de comparação, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Se neutralizado o efeito do dia útil a menos, o recuo teria sido de 1,0%, apontou Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa no IBGE.

O índice de difusão dos serviços, que mostra o porcentual de subsetores investigados com avanços, encolheu de 55,4% em julho para 46,4% em agosto.

Na comparação com agosto de 2018, duas das cinco atividades registraram redução em agosto deste ano. O segmento de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, com retração de 7,9%, exerceu a principal influência negativa sobre a média global. O setor de serviços profissionais, administrativos e complementares também encolheu: -2,6%.

Por outro lado, houve avanços nos serviços de informação e comunicação (4,6%), outros serviços (5,7%) e serviços prestados às famílias (0,9%).

O agregado de atividades turísticas teve recuo de 2,9% em agosto deste ano ante agosto do ano anterior.


Publicidade