Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Varejo paulista deve criar 33 mil empregos temporários a partir de outubro


postado em 04/10/2019 16:13

A chegada de datas como a Black Friday e o Natal deve gerar cerca de 33 mil vagas temporárias de emprego no varejo paulista a partir deste mês, segundo avaliação de economistas da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O número representa uma estimativa de crescimento de 7,86% em relação ao mesmo período do ano passado.

A entidade estima que só a capital deve concentrar cerca de 36% das vagas. Ao mesmo tempo, há chance de que 15% do total de empregos temporários criados no Estado sejam posteriormente efetivados. A entidade avalia que 10% das vagas criadas no período sejam de empregos parciais e/ou intermitentes.

Metade das vagas deve ser aberta no setor de vestuário, tecidos e calçados. Em seguida, vêm os supermercados, que podem concentrar cerca de 25% das oportunidades. O restante será dividido entre os segmentos de vendas de eletrodomésticos, eletrônicos, móveis e decoração, lojas de departamento, farmácias e perfumarias.

Perspectiva otimista

Para os analistas da FecomercioSP, a expectativa de vendas para este ano está melhor por conta da liberação de recursos do PIS e do FGTS, além do pagamento da primeira parcela do 13º salário para aposentados em setembro. A equipe diz que o setor varejista tem apontado alta de 5% nas vendas.

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio, levantado pela FecomercioSP, que atingiu 115,3 pontos em setembro, representando alta de 13,2% em relação ao mesmo mês de 2018, é outro fator apontado para se basear nessa perspectiva. O indicador leva em conta 541 empresas na capital paulista.


Publicidade