Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Comerciantes reclamam de movimento fraco do centro de São Paulo em dia de greve


postado em 14/06/2019 17:58

Com o fechamento de algumas agências bancárias e o Metrô em operação parcial, comerciantes da região central de São Paulo reclamam de queda no movimento das lojas nesta sexta-feira, 14, dia de greve geral convocada pelas centrais sindicais do País. A bancária Clara Souza, de 21 anos, aderiu à greve. "Atrapalha um pouco o cidadão, mas é preciso entender que essa reforma da Previdência é muito ruim para todos nós e precisamos nos mobilizar."

No restaurante onde Mariliz Araújo, de 28 anos, trabalha, na região da Praça da República, o movimento foi mais fraco do que costuma ser às sextas-feiras. "A gente esperava que seria meio ruim, mas foi pior do que eu imaginava."

Ela conta que a greve dos bancários pesou na hora do almoço, já que muitas agências do entorno ficaram fechadas nesta sexta-feira.

Julio Cesar Barros, de 30 anos, vendedor de uma loja de roupas do Bom Retiro, confirma que o movimento foi mais fraco. "Acho que as pessoas desanimaram de fazer compras hoje."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade