Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Manifestantes ocupam as 2 faixas da Avenida Paulista em protesto contra a reforma


postado em 14/06/2019 17:45

Manifestantes contrários à reforma da Previdência ocupam as duas faixas da Avenida Paulista na tarde desta sexta-feira, 14, dia de greve geral convocada por centrais sindicais do País. A maior concentração é vista em frente ao Museu de Arte Moderna de São Paulo (Masp).

Parte das pessoas que foi para a manifestação na avenida se reuniu também em frente ao prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

"Não tem mais pato aqui", gritaram os manifestantes, em referência a uma campanha da entidade que originalmente foi criada contra a cobrança de impostos no País, mas que foi usada como símbolo durante os protestos pelo impeachment da ex-presidente da República Dilma Rousseff.

Ainda na avenida, um grupo de manifestantes improvisou um campo de futebol em uma das faixas da via. "Fiquem tranquilos que o juiz que vai apitar o jogo não vai ser o Sérgio Moro", disse um deles.

Transportes

A SPTrans alterou a rota, a partir das 16 horas, de 18 linhas de ônibus que trafegam pela Avenida Paulista. A ação acontece exatamente por causa da concentração de manifestantes na via. A SPTrans afirma que o sistema municipal de ônibus opera com 100% da frota e das linhas programadas para o horário.

Confira os desvios informados:

- Sentido Consolação/Paraíso: Normal até a Av. Paulista, Al. Santos, Av. Brig. Luís Antônio, prosseguindo normal pela Av. Paulista;

- Sentido Paraíso/Consolação: Normal até a Pça. Oswaldo Cruz, R. Treze de Maio, R. Cincinato Braga, R. São Carlos do Pinhal, Viad. Prof. Bernardino Tranchesi, R. São Carlos do Pinhão, R. Antônio Carlos, prosseguindo normal pela R. da Consolação;

Terminais

Segundo a SPTrans, os 29 terminais municipais estão com operação de ônibus e nenhuma operadora registra interrupção na saída da frota.


Publicidade