Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Witzel: MP do Saneamento é muito técnica, mas seria boa para o Rio


postado em 29/05/2019 15:05

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou nesta quarta-feira, 29, ser favorável a mudanças na atual legislação de saneamento básico no País para que as empresas públicas do setor possam ser privatizadas e, assim, possam atrair investimentos. Uma medida provisória neste sentido tramita na Câmara dos Deputados, mas como sua vigência acaba na próxima segunda-feira, 3, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) deverá pautar um projeto de lei no mesmo sentido. "MP do Saneamento é muito técnica, mas seria boa para o Rio."

Witzel esteve no Congresso nesta tarde, onde conversou com Maia sobre propostas para a reforma da Previdência e outros projetos em tramitação. Aos jornalistas, ele destacou que a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) já tem autorização legal para ser privatizada.

"A privatização da empresa é uma exigência para a manutenção do regime de recuperação fiscal que vivemos sob pena de termos que pagar R$ 20 bilhões de imediato caso haja rompimento do acordo. Privatização da Cedae é algo que terá que ser levado adiante", disse.

Para ele, o novo modelo, que estava previsto na MP e deve ser retomado no projeto de lei, poderá atrair investimentos. "O Brasil precisa de obras. Com essa privatização investimento em saneamento será gigantesco, especialmente em municípios mais pobres e o Rio tem problemas graves de saneamento como tem o Brasil afora", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade