Publicidade

Estado de Minas

Preços de imóveis caem, mas perspectivas são positivas


postado em 21/01/2019 06:00 / atualizado em 21/01/2019 08:50

Se você planeja comprar um imóvel, a hora pode ser agora. A mais recente pesquisa da FipeZap mostra que o preço de casas e apartamentos caiu pelo segundo ano consecutivo no país. Desde 2008, quando o índice passou a ser divulgado, apenas nos anos de 2017 e 2018 os valores encolheram. De acordo com Vinícius Costa, presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação, vários fatores resultaram na redução de preços, especialmente a baixa confiança do comprador. “Tendo dinheiro na mão, é mais fácil negociar com o vendedor, principalmente se ele tiver um bom número de unidades imobiliárias estocadas”, diz o executivo. A boa notícia é que o mercado imobiliário caminha para recuperar o fôlego em 2019. Segundo especialistas, isso se deve a iniciativas como a lei dos distratos, que traz maior segurança jurídica para o setor, a ampliação do crédito, que vai estimular mais pessoas a fechar negócios, e a diversificação de produtos, que atrairá diferentes segmentos da sociedade.

US$ 3,6 bilhões

é quanto já custou a paralisação parcial do governo americano (shutdown) desde 22 de dezembro. A paralisação se deve a uma queda de braço entre o presidente republicano Donald Trump e os democratas, que controlam a Câmara dos Representantes (a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos)


Habib’s e o zap da esfiha

Maior rede de fast-food de culinária árabe do país, o Habib’s quer ampliar as vendas por meio do WhatsApp. O novo canal digital tem como alvo o público jovem. Atualmente, o delivery representa 70% do faturamento da rede. Foram mais de 7,5 milhões de pedidos em 2018. Para 2019, a meta é crescer 15% sobre esse volume, segundo o diretor Lucas Mancini. “O público jovem tem demonstrado preferência por inovações digitais e acreditamos que o WhatsApp se consolide como uma delas”, afirma o executivo.

RAPIDINHAS

A Argentina parece estar virando a página da crise –pelo menos no turismo, que tem registrado forte aumento da demanda por pacotes turísticos com destino ao Brasil. A Decolar, maior agência de viagens da América Latina, vai ampliar o número de voos fretados entre Buenos Aires e Porto Seguro. Até 1º de março, a cidade baiana receberá 18 voos semanais vindos da capital argentina.
>>>
A rede paranaense de hotéis Slaviero segue firme em seu plano de expansão. Com dois novos hotéis inaugurados no ano passado, a empresa garantiu um crescimento de 13% nas vendas e de 6,8% na taxa de ocupação. Outras cinco inaugurações estão programadas para 2019.
>>>
A Flores On-line, maior e-commerce de flores do país, encerrou 2018 com crescimento de 30% no faturamento, com receita estimada em R$ 23 milhões. A expectativa é que o grupo atinja R$ 80 milhões em faturamento nos próximos três anos.
>>>
As compras de material escolar para a volta às aulas estão cada vez mais digitais. Um levantamento realizado pela consultoria Rakuten Digital Commerce revela que o faturamento do setor de papelaria e material escolar cresceu 64% no e-commerce nos seis primeiros dias de janeiro, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Os consumidores também aumentaram o valor do tíquete médio para o segmento em 11%.

Governo quer passaporte verde-amarelo

Depois de propor a carteira de trabalho verde-amarela, a equipe de Bolsonaro quer agora mudar os passaportes brasileiros. A ideia é retirar a palavra “Mercosul” da capa do documento e também torná-lo verde-amarelo. A informação é confirmada por uma fonte ligada à Casa da Moeda, que foi consultada pelo Ministério das Relações Exteriores sobre o tema. A medida deve entrar em vigor ainda no primeiro trimestre, mas não afeta os passaportes já solicitados ou em vigor.

Nakata acelera no mercado de motos

A recuperação da indústria de motocicletas está atraindo investimentos de empresas de autopeças. Tanto é que a tradicional fabricante de amortecedores para automóveis Nakata vai aumentar sua presença no segmento de duas rodas. A empresa começará a produzir novos componentes para o mercado de reposição de motos, como kits de transmissão. O foco serão motocicletas das marcas Dafra, Honda, Kasinski, Kawasaki, Sundown, Suzuki e Yamaha.


“A blockchain é um tipo de tecnologia com potencial para transformar não só o ambiente de negócios, mas também a vida das pessoas”

 Joaquim Levy,
presidente do BNDES, elogiando a tecnologia por trás de moedas virtuais como o bitcoin

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade