Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Fiesp: quase 35% dos industriais esperam movimento menor no fim de ano


postado em 27/11/2018 15:06

O movimento dos negócios no fim deste ano deverá ser menor do que o registrado em 2017 para quase 35% dos industriais paulistas, revela pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). No ano passado, a parcela de empresários que esperavam uma atividade menor foi de 23,5%. "Em relação ao fechamento de vendas em 2018, na média, as empresas têm expectativa de um crescimento de 0,6%.

De um total de 581 empresas entrevistadas, pouco mais de um quarto (25,8%) espera maior volume de negócios, enquanto outros 38,2% avaliam que o movimento deve ser igual ao do ano passado. O pessimismo está mais concentrado em empresas de menor porte, conforme o levantamento, com 23,7% esperando movimento maior, enquanto entre as empresas grandes, a expectativa é de 35,5%.

Há atraso nas encomendas de fim de ano em 38% dos casos, acima do patamar de 24,1% em 2017, de acordo com a pesquisa. Apenas 5,3% estão trabalhando em antecedência, enquanto 31,2% estão produzindo conforme o cronograma. Outros 19,8% das empresas não são afetadas pelo final do ano e 5,7% não responderam.

13º salário

Quase metade das indústrias paulistas (47,7%) pretende utilizar o provisionamento ao longo do ano para pagar o décimo terceiro salário dos funcionários, em linha com o verificado em 2017.

"Já 24,3% das empresas utilizarão as vendas do último trimestre, 23,8% o financiamento de terceiros, 2,1% outras fontes e 2,1% não responderam. O uso do provisionamento durante o ano como a principal fonte de recursos para pagar o 13º é o mais usado entre as empresas de grande porte (67,7%) antes 42,9% das pequenas", aponta a Fiesp.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade