Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Câmara registra perfil e gostos do consumidor


postado em 23/11/2018 08:13

A revenda digital Amazonas ocupa área de 300 m². O grupo tem outras oito unidades Fiat, com média de 5 mil m² cada, informa Giorgia Viana, gerente financeira da empresa que, somando outras marcas, tem 14 lojas.

"Hoje é muito difícil achar áreas disponíveis para o modelo de loja convencional, principalmente em regiões nobres, e a locação é muito cara", diz João Paulo Toscano, responsável pelo desenvolvimento e expansão da rede FCA Fiat Chrysler.

A revenda opera em fase experimental desde o dia 5 e tem hoje dois funcionários. "Teremos, no máximo, de sete a dez", diz Giorgia. Na convencional são cerca de 60. O investimento foi de R$ 700 mil. Para a loja normal seriam R$ 2,5 milhões. Duas telas de 43 polegadas estão disponíveis para navegação e um telão mostra o carro quase no tamanho real. Há três modelos expostos, "mas toda a linha pode ser acessada virtualmente e o cliente pode personalizar seu carro", diz Tai Kawasaki, diretor de desenvolvimento da rede FCA. O preço é apresentado a cada item incluído. O sistema também mostra opções de pagamento. O vendedor, se não for requisitado, participa na hora de fechar o contrato. Oficinas do grupo atenderão o pós-venda.

A loja tem câmara de reconhecimento facial para identificar sexo e faixa etária do visitante e sensores que medem o tempo que ele observa o carro e sua reação quando vê opções na tela. O objetivo é ter um banco de dados com perfil, preferências, número de visitantes e horários. /C.S. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade