Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Posicionamento da companhia sobre cessão onerosa é esperar, diz Shell


postado em 21/11/2018 14:14

O presidente da Shell no Brasil, André Araujo, reforçou que o posicionamento da petroleira anglo-holandesa sobre o leilão das áreas de exploração anexas às repassadas à Petrobras por meio da operação de cessão onerosa é "esperar". "Sobre cessão onerosa, nosso posicionamento é esperar", disse Araujo, após participar de evento promovido pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), no Rio.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), confirmou na manhã desta quarta-feira, 21, que se reunirá com o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e com o futuro ministro da Economia do próximo governo, Paulo Guedes, para discutir qual será a melhor forma de garantir o repasse de recursos do megaleilão de petróleo do pré-sal para Estados e municípios. Não há, porém, informação sobre quando deve ocorrer o encontro.

O senador afirmou que é melhor, em sua opinião, não alterar o texto do projeto de lei para a revisão do contrato de cessão onerosa da União com a Petrobras que está na pauta do Senado, porque isso faria com que ele tivesse que voltar para análise da Câmara dos Deputados. O texto atual não prevê nenhuma partilha de recursos com Estados e municípios.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade