Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Onyx Lorenzoni reitera intenção de enviar nova proposta para Previdência em 2019


postado em 14/11/2018 12:39

Um dia após o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), sinalizar brechas para votar o projeto de reforma da Previdência ainda este ano, o ministro extraordinário da Transição, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), reafirmou que pretende trabalhar com uma nova proposta a partir do ano que vem.

"Sempre disse que o governo Bolsonaro começa em 1º de janeiro. De minha parte, nunca houve cogitação de dar qualquer possibilidade de análise a atual proposta de reforma. Sempre a achamos insuficiente, um remendo temporal", disse o ministro, que foi entrevistado pela Rádio Gaúcha na manhã desta quarta-feira, 14. "De nossa parte, dos técnicos do governo, estamos preparando proposta que vai trabalhar com longo prazo. Vamos levar proposta que dure no mínimo 30 anos e estimule poupança interna no Brasil."

Na terça, após um encontro com o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, Eunício, até então resistente a pautar o tema ainda este ano, sinalizou uma mudança de postura.

"Da nossa parte, não há nenhuma indisposição, nenhum interesse de atrapalhar o governo. Pelo contrário, atrapalhar o governo é atrapalhar o Brasil e nós queremos que o Brasil avance", disse Eunício, ao final do encontro.

O senador afirmou que o presidente Michel Temer poderia suspender a intervenção federal no Rio de Janeiro, liberando o Congresso para analisar a reforma. Pelas regras atuais, uma proposta que altere a Constituição Federal não pode ser analisada pelos parlamentares enquanto uma intervenção estiver em vigor em algum Estado do País.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade