Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Itália está se distanciando das metas orçamentárias da UE, diz Juncker


postado em 01/10/2018 15:25

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou nesta segunda-feira que a Itália está se "distanciando" das metas orçamentárias acordadas conjuntamente na esfera da União Europeia. "Estamos conversando com o governo italiano, que tem de entregar o plano orçamentário até 15 de outubro. Temos de ser rigorosos e justos com a Itália para evitar uma nova crise", sublinhou o luxemburguês, em declarações reproduzidas no Twitter pela porta-voz da Comissão Europeia Mina Andreeva.

Na semana passada, Roma apresentou uma proposta para o orçamento de 2019 que prevê um déficit fiscal da ordem de 2,4% do Produto Interno Bruto, cifra mal recebida pelos mercados financeiros globais, antes às voltas com as sinalizações do ministro de Economia da Itália, Giovanni Tria, de manter o rombo abaixo de 2% do PIB.

Falando na 1.000ª edição do "Diálogo Cidadão" da UE, na cidade alemã de Freiburg, Juncker comentou ainda que o Brexit é um "retrocesso histórico". "Temos de construir uma relação amigável e orientada para o futuro com o Reino Unido, mas sejamos claros: não é a UE deixando o Reino Unido, mas, sim, o contrário", apontou.

Quanto à política externa de Bruxelas, ele acredita que o bloco deva se portar de forma mais "defensiva". "Somos gigantes econômicos, mas anões diplomáticos. Temos de poder decidir com maioria qualificada para julgar violações de direitos humanos", concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade