Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Temer diz que promoção da energia limpa 'é bandeira importantíssima'


postado em 27/09/2018 17:49

O presidente Michel Temer disse nesta quinta-feira, 27, em rápido discurso na cerimônia de lançamento de linhas de crédito para energias renováveis pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que a promoção da energia limpa e do desenvolvimento sustentável é uma "bandeira importantíssima" de seu governo.

Na cerimônia, o BNDES lançou o Finame Energias Renováveis, linha de crédito voltada para investimentos em sistemas de microgeração de energia em estabelecimentos de empresas e pessoas jurídicas como condomínios, com orçamento de R$ 2 bilhões. Ao mesmo tempo, anunciou o direcionamento de R$ 228 milhões do orçamento do Fundo Clima, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, para uma linha voltada exclusivamente para pessoas físicas.

Segundo Temer, as linhas de crédito gerarão investimentos que permitem reduzir emissões de gases do efeito estufa no ambiente e economia, para famílias e empresas, com a conta de luz. "É preciso reduzir o que se gasta com energia", afirmou Temer, completando que, do contrário, empresas vão "para outros espaços que não o nosso País".

Investimentos

O presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, afirmou que, "finalmente", começa a haver uma revisão para cima nas perspectivas de investimentos na economia brasileira. Em discurso diante do presidente Michel Temer, no Rio, em cerimônia de anúncio de expansão de crédito para energias renováveis, Oliveira citou mapeamento divulgado no início do mês pelo BNDES, que estima R$ 1,03 trilhão em investimentos em 20 setores nos próximos três anos, de 2018 a 2021.

Segundo o presidente do BNDES, o mapeamento, feito anualmente, voltou a estimar aportes acima de R$ 1 trilhão pela primeira vez desde 2014, quando começou a recessão. "Estamos percebendo que finalmente começa a haver uma revisão dessas coisas e isso é trabalho do governo federal nos últimos anos", afirmou Oliveira,

Como exemplo de trabalho do governo federal, o presidente do BNDES citou a revisão de marcos regulatórios. Segundo Oliveira, segurança jurídica e bons marcos regulatórios viabilizam investimentos. Para o presidente do BNDES, o setor de energia é um caso de sucesso de avanços na regulação, na gestão de Temer, mas ainda é preciso avançar em outros setores, como o de saneamento básico.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade