Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Professor da UFRJ aposta em sucesso da 5ª rodada com o petróleo em alta


postado em 24/09/2018 17:25

O professor do grupo de energia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Edmar Almeida, prevê que a alta do petróleo terá um efeito positivo nos investidores que irão participar da 5ª Rodada de Partilha de Produção, marcada para a próxima sexta-feira.

Segundo Almeida, o momento é de tendência de alta no preço da commodity, atualmente no patamar dos US$ 80 o barril, e que possivelmente irá atingir US$ 100 se os conflitos geopolíticos se agravarem.

"São dinâmicas difíceis de prever, mas estamos perto dos US$ 100, já estamos com U$ 80, dependendo do que pode acontecer no plano geopolítico pode chegar a US$ 100 sim", disse Almeida ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, após debate na Rio, Oil & Gas 2018.

O acadêmico explica que os grandes estoques estão sendo usados e há uma tensão crescente, principalmente no Oriente Médio, e que a demanda por petróleo não para de crescer.

"A questão do Oriente Médio é o que mais pesa. Você tem uma rivalidade muito grande entre dois blocos do Oriente Médio. Um bloco apoiado pela Rússia, que envolve Irã, e o outro apoiado pelo Estados Unidos, que envolve a Arábia Saudita. O Oriente Médio nunca teve uma situação geopolítica tão difícil", explicou.

Segundo ele, por este motivo o leilão do governo no próximo dia 28 deverá ter uma grande participação das empresas, que devido ao preço do petróleo estariam de "bom humor", disse Almeida.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade