Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

China se compromete a estabilizar crescimento e apoiar comércio exterior


postado em 18/09/2018 08:53

O Conselho Estatal da China, o gabinete local, se comprometeu a implementar medidas para estabilizar o crescimento dos investimentos e apoiar o comércio exterior, no momento em que o país enfrenta tarifas adicionais dos Estados Unidos. As autoridades precisam evitar grandes variações no investimento, segundo a ata da reunião semanal do gabinete, liderada nesta terça-feira pelo primeiro-ministro Li Keqiang. "Nós não podemos depender demais do investimento. Nem podemos abandonar o investimento", afirmou o gabinete.

Os governos locais deveriam usar fundos levantados com emissões recentes de bônus em projetos locais, afirmou o gabinete chinês. Além disso, bancos devem ser encorajados a garantir o apoio financeiro a esses projetos, complementou.

Os investimentos em ativos fixos desaceleraram para o patamar mais fraco já registrado no período entre janeiro e agosto, diante da fraqueza nos gastos com infraestrutura, mostraram dados divulgados recentemente.

Em um esforço para impulsionar o comércio exterior, o gabinete disse que o governo reduzirá certos custos para exportadores e importadores. Também pediu que as instituições financeiras concedam mais crédito às empresas do setor.

O gabinete ainda reafirmou a proibição de que governos locais coletem pagamentos de seguridade social. Isso busca reduzir preocupações de companhias pressionadas financeiramente por uma planejada centralização na coleta desse dinheiro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade