Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Novas tarifas dos EUA buscam modificar comportamento da China, diz Ross


postado em 18/09/2018 08:22

O secretário do Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou nesta terça-feira em entrevista à rede CNBC que as novas tarifas americanas contra a China, anunciadas pelo presidente Donald Trump na noite de ontem, têm como objetivo modificar o comportamento de Pequim e estabelecer condições justas para as empresas americanas operando no país asiático. Ross avaliou ainda que a China estaria "sem munição" para retaliar contra os americanos.

Trump anunciou ontem que imporá tarifas de US$ 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses. No início de 2019, essa tarifa deve subir a 25%. Hoje, o Ministério do Comércio chinês anunciou em nota que pretende retaliar, sem especificar as porcentagens nem o montante atingido.

O presidente americano havia afirmado ontem que, caso a China adotasse mais retaliações, adotará uma terceira rodada de sanções. Hoje, Ross disse que o presidente busca incentivar a China a manter diálogos produtivos com Washington.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade