Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Empresas dos EUA na China estão sendo atingidas por guerra tarifária


postado em 13/09/2018 08:32

Dois terços das empresas americanas na China dizem que foram prejudicados pelo crescente embate tarifário entre Pequim e Washington, informaram dois grupos empresariais nesta quinta-feira, além de pedirem a retomada das negociações para um acordo. Outras empresas dos Estados Unidos dizem que sofrerão se o governo de Donald Trump avançar com barreiras sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses em sua luta política contra apropriação de propriedade intelectual por parte de Pequim, de acordo com as Câmaras Americanas de Comércio na China e em Xangai.

"As empresas americanas estão sofrendo com as tarifas retaliatórias da China, e ironicamente com as tarifas americanas destinadas a prejudicar a economia chinesa", disseram os dois grupos em um comunicado. "A Amcham China e a Amcham Xangai pedem que ambos os governos retornem à mesa de negociações."

Os dois lados impuseram tarifas de 25% sobre US$ 50 bilhões em bens um do outro. Pequim emitiu uma lista de US$ 60 bilhões em importações americanas para retaliação se houver uma nova escalada tarifária promovida pelo governo Trump. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade